Campus Ouricuri publica edital de licitação para exploração do uso da cantina

O campus Ouricuri do IF Sertão – PE divulgou, nesta quarta-feira (19), o edital de licitação para exploração do espaço da cantina da unidade escolar.  A concessão será realizada na modalidade Pregão Presencial, que ocorrerá no dia dez de outubro deste ano, às 9h30, no auditório do anexo do campus Ouricuri/UPE (Núcleo de Ensino Superior Deputado Felipe Coelho).

Outras informações podem ser obtidas através do edital de Pregão Presencial 04/2018, que normatiza a licitação e está disponível no site IF Sertão – PE.  Dúvidas podem ser dirimidas por meio do email co.licitacao@ifsertao-pe.edu.br ou através do  número 87 9 8156 – 8302 ou presencialmente na Coordenação de Planejamento, Licitações e Compras em horário comercial das 8h às 12h e das 13h às 17h.

UPE abre processo seletivo para Mestrado com ingresso em 2019.1; Vagas exclusivas para professores da rede municipal de Petrolina

A Universidade de Pernambuco (UPE) Campus Petrolina lançou o edital PPGFPPI 05/2018 para Processo de Seleção e Admissão de estudantes ao programa de Pós-Graduação em Formação de Professores e Práticas Interdisciplinares com ingresso em 2019.1.

 O Programa de Mestrado oferta 36 vagas, das quais 25 são direcionadas a professores dos diferentes níveis de ensino (Educação Básica e Educação Superior) em exercício no magistério. E 11 vagas para professores da rede municipal de educação de Petrolina conforme termo de convênio e cooperação firmado entre a UPE e a Secretaria de Educação (Sedu).

As inscrições serão realizadas presencialmente entre 24 de setembro e 01 de novembro na secretaria do PPGFPPI, localizado no Bloco D da UPE Campus Petrolina. Caso o candidato não possa comparecer pessoalmente na secretaria, poderá enviar a documentação exigida por CORREIOS, via SEDEX conforme orienta o edital.

A seleção compreende 4 etapas. São elas: 1) Analise do pré-projeto, prova escrita, Arguição oral e Analise do currículo vitae.

O programa tem como objetivo formar professores nos diversos níveis de ensino que compreendem a interdisciplinaridade como desafio prático na pesquisa e nos processos pedagógicos. Com área de concentração em Educação, o cursose divide em duas linhas de pesquisa: 1) Políticas educacionais, formação docente e práxis pedagógica e 2) Educação, meio ambiente e saúde.

Acesse o edital clicando aqui.

Nota de esclarecimento do deputado federal Adalberto Cavalcanti em relação as suas faltas nas sessões plenárias do Congresso.

O blogueiro Jamildo divulgou em seu blog o número de faltas dos parlamentares pernambucanos nas sessões plenárias do congresso, no período de 2015 à 2018.  

Segundo Jamildo, os dados levantados pela ONG, Ranking dos políticos, constataram durante o mencionado período, 105 faltas do deputado Adalberto. Porém, não foi publicado junto a essa informação, que as citadas faltas foram devidamente justificadas através de atestados médicos, comprovando que o afastamento do congresso na época, foi por conta de um procedimento cirúrgico em que o parlamentar foi submetido após ter sofrido um acidente, tornando inviável o seu deslocamento toda semana para Brasília. 

Como um cumpridor do dever de servir ao povo pernambucano com transparência, Adalberto Cavalcanti, deputado federal e candidato à reeleição, através de sua assessoria, vem a público esclarecer o motivo de sua ausência nas citadas sessões plenárias do congresso. 

A assessoria do deputado acrescenta ainda, que é de causar estranheza esse tipo de matéria, que tem como principal objetivo confundir a cabeça dos eleitores,  aparecer exatamente no período de uma campanha eleitoral, na qual, o nome do candidato a reeleição, Adalberto Cavalcanti, é indubitavelmente o mais aceito por todos na região. 

Sem mais para o momento, Adalberto Cavalcanti renova seus protestos de estima e elevada consideração à toda imprensa e ao povo pernambucano, e se coloca a disposição de todos para maiores esclarecimentos. 

Assessoria do deputado federal Adalberto Cavalcanti

Semana Nacional do Trânsito terá ações educativas em Araripina entre os dias 18 a 25

Entre os dias 18 a 25 de setembro todo o país está mobilizado na Semana Nacional do Trânsito que, este ano, traz o tema “Nós somos o trânsito”. Em Araripina, a Autarquia Municipal de Mobilidade, Trânsito e Transporte – AMMTT com a participação da Polícia Militar está promovendo ações educativas pela cidade.

O objetivo é envolver diretamente a sociedade nas ações e propor uma reflexão sobre uma nova forma de encarar a mobilidade. Trata-se de um estímulo a todos os condutores, seja de caminhões, ônibus, vans, automóveis, motocicletas ou bicicletas, e aos pedestres e passageiros, a optarem por um trânsito mais seguro.

Até o dia 25 serão realizadas palestras educativas em escolas da rede particular, municipal e estadual com a distribuição de material educativo para conscientizar a todos sobre a importância de um trânsito seguro.

Além disto, uma campanha nas emissoras locais de rádio vai alertar a população para as principais infrações cometidas como o não uso do capacete ou do cinto de segurança, a proibição de usar o celular enquanto dirige e também o respeito e prioridade aos pedestres. Para o Diretor-Presidente da AMMTT, Renan Bihum, a Semana Nacional do Trânsito é mais uma ação educativa que está sendo realizada pela autarquia.

“A AMMTT e a Prefeitura de Araripina entendem que a educação e conscientização são as melhores maneiras de construir um trânsito mais seguro para todos. Estas ações são educativas com intuito de despertar a percepção que todos nós formamos o trânsito e, portanto, devemos respeitar as regras do Código de Trânsito Brasileiro”, explica. (Secom)

Datafolha: Bolsonaro segue liderando com 28%, Haddad e Ciro empatam tecnicamente

Foto: Arte/ DP

No início da madrugada desta quinta-feira (20), o Datafolha divulgou uma nova pesquisa com as intenções de voto para a Presidência da República. Foi o maior levantamento realizado pelo instituto na atual corrida eleitoral, com 8.601 eleitores entrevistados entre os dias 18 e 19 de setembro em 323 cidades brasileiras. O candidato do PSL, Jair Bolsonaro, oscilou positivamente dois pontos e agora lidera com 28%. Na segunda posição, um empate técnico entre Fernando Haddad (PT) e Ciro Gomes (PDT) mantém o cenário para o 2º turno aberto.  

O petista subiu mais três pontos e chegou aos 16% enquanto Ciro manteve os 13%. Porém, todas as projeções de 2º turno são favoráveis ao candidato do PDT. Nos cenários mais factíveis, em que ambos enfrentariam Jair Bolsonaro, Ciro venceria o candidato do PSL por seis pontos de diferença (45% x 39%) enquanto Haddad empata numericamente com Bolsonaro (41% x 41%). O Datafolha apresentou uma série de outros cenários para o 2º turno envolvendo combinações entre os cinco candidatos de melhor colocação na pesquisa. Numa simulação entre Ciro e Haddad, o ex-governador do Ceará venceria o ex-prefeito de São Paulo por 42% x 31%. 

Mais distantes da disputa por um lugar no 2º turno, Geraldo Alckmin e Marina Silva mantiveram seus patamares de intenção de voto. O candidato do PSDB seguiu com 9%, enquanto a candidata da Rede oscilou negativamente de 8% para 7%. Em um eventual 2º turno contra Bolsonaro, os dois estariam tecnciamente empatados contra o representante do PSL. 

No bloco das candidaturas menores, Alvaro Dias (Podemos) e João Amoedo (Novo) marcam 3%, e Henrique Meirelles (MDB), registra 2%. Vera Lúcia (PSTU) e Guilherme Boulos aparecem com 1% das intenções. Cabo Daciolo (Patriota), João Goulart Filho (PPL) e Eymael (DC) não pontuaram. Brancos e nulos somam 12% e aqueles que não sabem ou não responderam caracterizam 5% dos entrevistados. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa foi encomendada pelo jornal Folha de São Paulo e pela TV Globo. (Do Diário de Pernambuco)

Datafolha: Paulo Câmara tem 35% e Armando Monteiro está com 31%

Foto: reprodução

A disputa pelo governo de Pernambuco se acirrou. De acordo com nova pesquisa divulgada pelo Datafolha na madrugada desta quinta-feira (20), Paulo Câmara (PSB) e Armando Monteiro (PTB) estão tecnicamente empatados. 

O socialista oscilou de 34% para 35% desde o último levantamento feito pelo Datafolha, no início do mês. O candidato do PTB tinha 25% na época e cresceu seis pontos, aparecendo agora com 31%. A margem de erro é de três pontos percentuais.

Os demais candidatos ao governo do Estado não ultrapassam 3%. Os eleitores indecisos somam 6% e 19% declaram voto branco ou nulo.

Outros candidatos

Julio Lossio (Rede): 3%

Ana Patrícia Alves (PCO): 2%

 Maurício Rands (Pros): 2%

Dani Portela (PSOL): 1%

Simone Fontana (PSTU): 1%

Branco/nulo: 19%

Não sabe: 6%

Pesquisa espontânea

Na modalidade espontânea, em que o pesquisador pergunta ao eleitor em quem ele pretende votar, sem apresentar a relação de candidatos, Paulo Câmara lidera com 19%. Armando Monteiro aparece em segundo lugar com 13%. Os outros candidatos somam 10%. Os que não sabem são 39% e branco/nulo/nenhum: 19%.

Segundo turno

Em um cenário de segundo turno, Paulo Câmara aparece com 42% e Armando Monteiro com 39%. Os que não sabem somam 4% e os que declaram voto branco ou nulo são 15%.

Rejeição

 A pesquisa também mediu a taxa de rejeição. Os eleitores entrevistados puderam escolher mais de um nome, por este motivo, os resultados somam mais de 100%. Simone Fontana (PSTU) aparece com a maior rejeição: 33%. Dani Portela (PSOL) vem em seguida, com 32%.  Armando Monteiro (PTB) tem 23%, a menor rejeição.

Veja todos os índices de rejeição:

Simone Fontana (PSTU):33%

Dani Portela (PSOL): 32%

Paulo Câmara (PSB): 31%

Julio Lossio (Rede): 31%

Ana Patrícia Alves (PCO): 30%

Maurício Rands (PROS): 29%

Armando Monteiro (PTB): 23%

Rejeita todos/não votaria em nenhum: 10%

Votaria em qualquer um/não rejeita nenhum: 1%

Não sabe: 9%

A pesquisa, contratada pela TV Globo e pela Folha, ouviu 1.232 eleitores em 50 cidades de Pernambuco, entre os dias 18 e 19 de setembro. O levantamento foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número PE 09351/2018. (Fonte: JC Online)

Candidatura de Jair Bolsonaro muda de patamar; Agora competitivo também no 2° turno

Foto: reprodução

O projeto eleitoral de Bolsonaro mudou de patamar. Há uma semana, frequentava as pesquisas em situação paradoxal. No primeiro turno, era bicho-papão. Depois, era papado. Isso mudou. Na mais recente pesquisa do Ibope, Bolsonaro aparece como uma assombração competitiva também no segundo turno. Abriu cinco pontos de vantagem sobre Marina. E emparelhou com Alckmin, Haddad e Ciro.

Bolsonaro não é mais um azarão do segundo round. Hospitalizado há duas semanas, reduziu a taxa de polêmicas em que se metia. Nessa fase, também foi poupado de ataques dos rivais na primeira semana pós-facada. Seus oito segundos na propaganda eleitoral tornaram-se uma vasta exposição jornalística. Voltou às redes sociais como paciente sofrido. O timbre lacrimoso suavizou-lhe a arrogância.

No seu penúltimo vídeo, veiculado no domingo passado, Bolsonaro atiçou sua rivalidade com Lula e o petismo. Acertou no olho da mosca, pois a transferência de eleitores do presidiário de Curitiba para o seu poste avança aceleradamente. Em uma semana, Haddad deu um salto de 11 pontos, isolando-se na vice-liderança com 19%. O capitão oscilou novamente para o alto, batendo em 28%.

Mantido esse ritmo, o que vem por aí é um primeiro turno plebiscitário no qual o eleitor decidirá se o PT deve retornar ao Planalto ou ser mantido na oposição. É a mesma velha disputa entre o petismo e o antipetismo. Com uma diferença: o PSDB foi expurgado da polarização. Hoje, é Bolsonaro quem representa a maioria do voto anti-PT.

A moderação personificada em Alckmin virou mercadoria pouco valorizada. Para complicar, as opções do chamado centro pulverizaram-se em micro-candidaturas como as do ex-tucano Álvaro, de Amoêdo e de Meirelles. O que era fraco tornou-se exangue. Numa campanha curta, a apenas 18 dias da abertura das urnas do primeiro turno, a possibilidade de correção de tropeços é pequena. (Via Blog do Josias)

Policiais lotados no 8° BPM em Salgueiro que desviaram quase R$ 500 mil de combustível são punidos

Imagem ilustrativa

Dois policiais militares, entre eles um coronel, acusados de participação num grande esquema de desvio de combustíveis em Pernambuco, foram punidos pela Secretaria de Defesa Social. Segundo as investigações, quase R$ 500 mil teriam sido desviados entre os anos de 2004 e 2007.

O coronel Dilson Silva e Meira e o capitão Marcos Aurélio da Silva Fausto, que eram lotados no 8º Batalhão da Polícia Militar (município de Salgueiro, no Sertão), estariam entre os líderes do esquema, que utilizava créditos do cartão Ticket Card para desviar o dinheiro que deveria ser destinado para o abastecimento de combustíveis nas viaturas.

Após investigação, a Corregedoria Geral da SDS decidiu que os policiais deveriam ser punidos com a perda das patentes. A decisão, assinada pelo secretário Antônio de Pádua, foi publicada no Diário Oficial do Estado desta quarta-feira (19).

Além de processo administrativo, os policiais respondem criminalmente. O coronel, o capitão e outros quatro PMs são réus pelo crime de peculato (desvio de dinheiro público) há dez anos. O processo segue em tramitação na Vara de Justiça Militar, do Tribunal de Justiça de Pernambuco. (Do JC Online)

Funcionário Público aposentado é assassinado a facadas dentro de casa no centro de Araripina

Foto: reprodução

O funcionário público aposentado Francisco Ivandblú Gomes Alencar, de 60 anos, solteiro, foi encontrado morto por volta das 06:30 da manhã da última segunda-feira 17/09, dentro de sua residência na Rua Joaquim Alves de Castro, no Centro de Araripina. 

Conforme informações policiais, a vítima apresentava 04 perfurações provocadas por arma branca, faca peixeira, em partes fatais do corpo, principalmente no pescoço. Segundo a polícia civil, pelo estado do corpo provavelmente a vítima foi assassinada na noite do domingo 16/09, e encontrado na manhã da segunda.

Uma testemunha informou para a polícia que ao chegar na residência por volta das 06:30, bateu na porta e não teve resposta, o que achou estranho e verificou que o trinco da porta estava aberto. Ao entrar na residência deparou-se com o corpo da vítima já sem vida em um dos cômodos. 

A polícia civil foi ao local e após perícia preliminar removeu o corpo ao IML de Petrolina. O caso foi registrado na DPC local e também será investigado pelo Departamento de Homicídios da 24ª DESE de Araripina. 

Esse foi o 2º homicídio do mês de setembro em Araripina e o 3º também de setembro na Região do Araripe. Esse também foi o 22º homicídio do ano em Araripina e com esse crime já são 55 pessoas assassinadas na Região do Araripe de janeiro até agora. (Via Blog do Fredson Paiva)

BNDES: empréstimos para Cuba e Venezuela não deveriam ter sido feitos

Foto: reprodução

O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Dyogo Oliveira, disse hoje (18) que os empréstimos feitos para Cuba e Venezuela não deveriam ter ocorrido. A dívida dos dois países com o BNDES é de aproximadamente US$ 1 bilhão.

“Olhando hoje, fica claro que eles [Cuba e Venezuela] não tinham condições de pagar. Provavelmente não deveriam ter sido feitos, mas agora temos que ir atrás do dinheiro”, afirmou Oliveira, ao participar do 9ª Seminário Internacional Patentes, Inovação e Desenvolvimento, na sede da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan).

Segundo Dyogo Oliveira, a inadimplência não traz grandes impactos para os resultados da instituição financeira. Isso porque cerca de 90% das exportações financiadas não são para esses países. “O volume disso em relação à carteira do banco não é preocupante. É um volume pequeno diante de uma carteira de exportação de US$10 bilhões”, acrescentou.

O presidente do BNDES deu detalhes do caso de Cuba, cujo saldo devedor é de quase US$ 600 milhões. As parcelas em atraso somam cerca de R$17,5 milhões. “Estamos empreendendo uma série de ações no sentido de recuperar o pagamento das operações. O governo de Cuba tem se mostrado solícito, aberto a buscar soluções. Alega, no entanto, que em virtude de questões climáticas e financeiras do país, não tem tido a capacidade de honrar totalmente os pagamentos”, explicou.

Dyogo Oliveira disse que os cubanos vêm fazendo pagamentos parciais na medida da sua capacidade financeira. “Nesse momento, nosso esforço é encontrar alternativas para que eles possam retomar os pagamentos e voltar à adimplência”, finalizou.

A maior parte do dinheiro foi destinada às obras de modernização do Porto de Mariel, executadas pela construtora brasileira Odebrecht. A primeira fase das obras foi inaugurada em janeiro de 2014.

No caso da Venezuela, os empréstimos, aprovados em 2004, foram para exportações de bens e serviços por meio da Odebrecht, responsável pela expansão do metrô de Caracas e obras de irrigação em Maracaibo, no noroeste do país. Na ocasião, foram liberados US$ 194,6 milhões. (Da Agência Brasil)