Operação Cariri prende onze suspeitos de explodir Caixas Eletrônicos

A Polícia Federal divulgou nesta segunda-feira (23) o resultado da “Operação Cariri”, deflagrada no último final de semana, em Salgueiro, no Sertão Pernambucano. A ação que tinha como objetivo cumprir 16 mandados de prisão prendeu onze integrantes de uma quadrilha de assalto a bancos. De acordo com a polícia, eles são responsáveis por no mínimo nove crimes em cidades do Ceará e do Sertão de Pernambuco.

Entre os crimes cometidos pelos presos, estão assaltos a bancos com explosões de caixas eletrônicos, dos correios e carros-fortes. A operação identificou 18 integrantes dos estados de Pernambuco, Ceará, Bahia e Alagoas. Dois deles foram mortos em confronto com a polícia, no início do ano, em Salgueiro e outros oito foram presos em ações anteriores. Dos presos, um é comerciante em Petrolina-PE, outro policial civil da Paraíba e vereador no Ceará.

A ação dos criminosos consistia manter parte da quadrilha em confronto com a polícia, enquanto outros integrantes do grupo explodiam caixas eletrônicos e recolhiam o dinheiro. Eles costumavam bloquear estradas com grampos.

Os onze presos foram encaminhados à Penitenciária Industrial regional do Cariri- PIRC, em Juazeiro do Norte-CE. Eles vão responder por crimes de assalto. A Operação segue com o objetivo de prender outro cinco envolvidos nos crimes que ainda não foram localizados.

Presos na Operação Cariri:

Josiel de Almeida – recolhido no Presídio de Paulo Afonso/BA
Denilson da Silva Antunes – recolhido a Penitenciária de Petrolina/PE
Cleiton Pereira da Silva – recolhido ao Presídio de Salgueiro/PE
José Salviano Arcoverde Neto – recolhido a Presídio de Arcoverde/PE
Edilzo Vicente da Silva – recolhido ao Presídio de Patos/PB
Felipe Oliveira de Araújo – recolhido a Presídio de João Pessoa/PB
Alessandro P. dos S. M. Cornélio – recolhido ao Presídio de Limoeiro/PE
Nadelson Wisard dos Santos – recolhido ao Presídio de Juazeiro do Norte/CE
Henrique Rocha da Cruz – recolhido ao Presídio de Juazeiro do Norte/CE
Gedenildo Romão da Silva – recolhido ao Presídio de Juazeiro do Norte/CE
Francisco Renato Pereira Júnior – recolhido ao Presídio de Juazeiro do Norte/CE (Do G1 Petrolina)

Polícia detém quatro menores suspeitos de furtar escola em Araripina

Policiais Militares da Companhia de Araripina, no Sertão de Pernambuco, conseguiram deter nesta segunda-feira (09), quatro menores suspeitos de haver furtado vários materiais na Escola Prof. Manoel Bonifácio, na praça do ABC, Vila Santa Izabel. O fato ocorreu na sexta-feira (06), aproximadamente às 21 horas.

Segunda a Polícia, uma testemunha que se encontrava na praça, flagrou alguns adolescentes pulando o mudo da unidade escolar, entre os horários de 21h00 às 21h20 e conseguiu reconhecer um dos indivíduos.

A direção da escola entrou em contato com o policiamento, e relatou o fato ocorrido, bem como dados dos suspeitos. Diante dessas informações, os policiais fizeram diligências até a residência do menor das iniciais CDS, o qual disse que estava junto com os outros menores, mas que não tinha conhecimento do fato ocorrido.

Os policiais prosseguiram com as diligências e passaram nas residências dos outros suspeitos, aonde conduziu até a Delegacia de Polícia Civil da cidade para os devidos procedimentos legais. Nenhum material furtado foi encontrado ou recuperado. (Por Roberto Gonçalves)

Suspeitos de explodir Banco do Brasil em Ipubi são presos

As polícias Militar e Civil continuam as buscas pelo restante da quadrilha que explodiu uma agência do Banco do Brasil, na cidade de Ipubi, no Sertão de Pernambuco, na madrugada desta quarta-feira (29). Durante as buscas, foram capturados dois integrantes na Zona Rural de Bodocó. Além disso, foram apreendidos também dois veículos utilizados na fuga.

 Banco do Brasil de Ipubi

Na hora da investida houve trocas de tiros e os suspeitos conseguiram fugir do local. A unidade bancária ficou totalmente destruída depois das explosões. As novidades, com um saldo da operação que procura os meliantes, vão ser divulgadas com o fim das diligências. (Por Cauê Rodrigues)

Conheça a lista de presidenciáveis de 2018 que estão sob suspeita nas investigações da Lava Jato

Os principais possíveis candidatos à disputa pelo Palácio do Planalto em 2018 apareceram em propostas de delação premiada de empreiteiras investigadas pela Operação Lava Jato. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o senador Aécio Neves (PSDB), o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), o chanceler José Serra (PSDB) e o presidente Michel Temer (PMDB) foram citados na colaboração de executivos da Odebrecht. Já Marina Silva (Rede) apareceu na proposta de delação de Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS, que acabou sendo suspensa.

Líder nas simulações de primeiro turno de pesquisa Datafolha divulgada em dezembro, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) é o único réu entre os possíveis candidatos. Ele é alvo de cinco processos, três no âmbito da Lava Jato, e também nas operações Zelotes e Janus.

Na primeira, o petista é acusado de tentar obstruir as investigações, e teria participado de trama para comprar a delação premiada do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró.

Além disso, também é réu em ação sob acusação de lavagem de dinheiro no caso do tríplex que teria no Guarujá e em processo que o acusa de corrupção passiva em esquema envolvendo a Odebrecht. A empresa teria sido usada para a compra de terreno para o Instituto Lula e de apartamento em São Bernardo.

O ex-presidente é réu ainda em ação da Janus. Ele teria participado de esquema envolvendo obras da empreiteira em Angola e a empresa de Taiguara Rodrigues, parente do petista. Na Zelotes, Lula se tornou réu na sexta-feira passada, sob acusação de tráfico de influência, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Lula nega as acusações e diz ser perseguido pela Justiça.

Terceiro colocado na pesquisa, com variação entre 11% e 7%, a depender do cenário, o senador e presidente do PSDB Aécio Neves é apontado como sendo o “mineirinho” das planilhas que listam o recebimento de propinas da Odebrecht, que teria recebido R$ 15 milhões.

O mineiro também é investigado sob suspeita de integrar esquema de corrupção em Furnas, subsidiária da Eletrobras, e de maquiar dados do Banco Rural, em 2005, para esconder o chamado “mensalão mineiro”.

Como Marina Silva, que, segundo Léo Pinheiro teria recebido em 2010 caixa dois para sua campanha ao Planalto, Aécio é citado na proposta de colaboração da OAS. O tucano disputa a vaga de candidato do PSDB com o chanceler José Serra, outro citado na “delação do fim do mundo” como tendo recebido R$ 23 milhões de caixa dois em 2010 e o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin.

Alckmin é apontado como sendo o “santo” das planilhas de propina da empreiteira. Um delator também aponta o recebimento de caixa dois em 2010 e 2014. O governador diz serem conclusões prematuras, baseadas em informações de delação não homologada.

Já o presidente Michel Temer (PMDB), com apenas 4% no Datafolha, foi citado 43 vezes na colaboração de executivo da Odebrecht. Ele teria pedido dinheiro ilícito para seu partido em 2010 e 2014, acusação que nega. (Da Folha de PE)

Polícia prende suspeitos de matar jovens de 19 anos em Petrolina

De acordo com informações da Polícia Civil, um dos suspeitos confessou o crime com riquezas de detalhes. Os homens conheciam a rotina das vítimas e tinham planejado um estupro que acabou não acontecendo. Os delegados responsáveis pelo caso, Sara Machado e Marceone Ferreira estão fazendo novos interrogatórios.

Um dos homens foi preso durante a madrugada dessa quinta-feira (8) e levado para a 1ª Delegacia de Polícia Civil, no bairro Ouro Preto, Zona Oeste da cidade. O segundo envolvido chegou durante a manhã na delegacia e foi cercado por populares. A polícia precisou conter a população que tentou invadir a delegacia. A BR-407, na Avenida Sete de Setembro, precisou ser parcialmente interditada.

Local do crime
O local onde foram encontrados os corpos de Taiane Rocha e Bruna Torres foi incendiado na terça-feira (6).De acordo com Marceone, o fogo foi provocado por populares. Ele descartou a hipótese de que o incêndio tenha sido provocado pelos possíveis suspeitos das mortes. “A população estava toda lá na hora do incêndio. Eles fizeram isso devido ao abandono da área. A vegetação estava alta e por isso colocaram fogo. Não tem relação com o autor do crime”, descartou. (Do G1/Petrolina)

Polícia prende jovens acusados de terem assassinado o professor Carlinhos em Ouricuri

homicidios carlinhos

A Polícia Civil de Pernambuco em Ouricuri prendeu na última sexta-feira (26), uma dupla acusada de ter sido os assassinos do professor da Matemática Antônio Carlos, professor Carlinhos (Imagem abaixo, o professor ao lado do governador de Pernambuco Paulo Câmara). O professor foi encontrado morto com sinais de atropelamento na noite da quinta-feira (25) na zona rural de Ouricuri, próximo à feira do gado da cidade.

professor Carlinhos

Informações da Polícia Civil aponta que um jovem de prenome Bruno e outro jovem menor de idade foram os responsáveis pela morte do professor e que após a prática delituosa simularam um atropelamento em um local diferente da cena do crime. A Polícia Civil apreendeu na casa do menor, objetos sujos de sangue e na sequência localizou os suspeitos.

Bruno já tem passagem pela polícia, é ex-presidiário.

Número de casos suspeitos de microcefalia sobe para 105 no Sertão, em Ouricuri cai de 20 para 19

microcefaliaFoi divulgado na tarde desta terça-feira (26), o boletim atualizado da Secretaria de Saúde do Estado de Pernambuco sobre os casos suspeitos de microcefalia associados ao Zika Vírus. Do dia 1º de agosto de 2015, até o dia 23 de janeiro deste ano, em Pernambuco já foram 1.373 casos. Em relação ao boletim anterior, foram 67 novos casos suspeitos de microcefalia. 138 já foram confirmados aqui no Estado e 110 descartados.

Em Petrolina, o número de casos suspeitos passou de sete para nove. Em Cabrobó continua com um caso. Em Santa Maria da Boa Vista subiu de três para quatro casos. Salgueiro mantém o número de sete casos suspeitos de microcefalia. Em Serrita foi registrado apenas um caso de malformação no cérebro. Cedro também se mantém com um caso.

Em Araripina até o momento são dez casos. Bodocó permanece com sete. Exu subiu de 11 para 12 casos. Granito permanece com um caso. Ipubi tinha quatro casos suspeitos e agora foi para cinco. Moreilândia permanece com quatro casos. Em Ouricuri, o município da região com maior número de casos de microcefalia, reduziu de 20 para 19. Parnamirim continua com seis casos. Santa Cruz apresenta quatro casos. Santa Filomena tem dois registros de malformação. Trindade também se mantém com cinco casos. Orocó, que não tinha nenhum caso, agora tem um.

No geral, o número de casos suspeitos de microcefalia na região subiu de 100, para 105. Cinco a mais do que o divulgado no boletim anterior. (Do G1/Petrolina)