Manifestantes ocupam triplex atribuído ao ex-presidente Lula no Guarujá, SP

Ocupação aconteceu na manhã desta segunda-feira (16) por militantes do MTST e Frente Povo Sem Medo

Foto: reprodução

Cerca de cinquenta manifestantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) e da Frente Povo Sem Medo ocupam, na manhã desta segunda-feira (16), o triplex atribuído ao ex-presidente Lula, na Praia das Astúrias, em Guarujá, no litoral de São Paulo. O protesto acontece nove dias após Lula se entregar para a Polícia Federal em São Bernardo do Campo e ser encaminhado para Curitiba, onde permanece preso.

Os manifestantes chegaram ao local por volta das 8h30. “Se o triplex é do Lula, podemos permanecer. Se não é, por que ele está preso?”, explica o manifestante do MTST, Josué Rocha. Segundo ele, mais de 50 pessoas estão dentro do triplex, e outros cem manifestantes estão em frente ao prédio.

O grupo estendeu faixas com mensagens: “Povo Sem Medo”, “Se é do Lula, é nosso” e “Se não é, por que prendeu?”, na sacada do triplex. “Queremos provocar essa discussão. Eles não têm provas de que o triplex é do Lula, não há nenhuma prova da propriedade, a condenação é uma farsa”, conta o manifestante.

Rocha explica que a entrada no triplex foi pacífica, sem nenhum registro de violência. Viaturas da Polícia Militar acompanham o protesto que não tem previsão de término.

Foto: reprodução

Lula foi condenado pelo juiz Sérgio Moro após o magistrado entender que a construtora OAS pagou R$ 2,2 milhões em propina a Lula por meio da entrega do triplex e reformas no imóvel. O recurso foi analisado por três desembargadores do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, nesta quarta-feira, e Lula acabou condenado em segunda instância por três votos a zero. Os desembargadores ainda aumentaram a pena para 12 anos e um mês de prisão. (G1 Santos e região)

Atleta de Ouricuri conquista o bronze no Brasileiro Interseleções Sub-18

ingrid-matins-ouricuri-atleta

A atleta Ingrid Martins participou no final de semana do Campeonato Brasileiro sub-18 Interseleções, em São Bernardo do Campo-SP. A garota de 17 anos, nascida na cidade de Ouricuri, no sertão pernambucano, voltou para casa com a medalha de bronze, na prova do lançamento do disco, com a uma marca de 39.02m. A vitória ficou com a catarinense Valquíria Meurer e a prata com a paulista Milena Soares.

Além do lançamento do disco, Ingrid participou da prova do arremesso do peso, terminando com o quarto lugar, com uma marca de 13.94m. A vitória ficou com a paulista Gleice de Castro, seguida pela catarinense Milena Sens e pela mineira Ana Caroline da Silva.

Treinada pelo técnico Geovan Peixoto, Ingrid vem colecionando bons resultados no atletismo. Ela faz parte da equipe da Escola Estadual Dom Idílio Soares, responsável por formar algumas promessas para o esporte pernambucano. Em setembro, sua irmã, Ivini Martins, de 14 anos, foi campeã da etapa nacional dos Jogos Escolares da Juventude. (DO Globo Esporte PE)

casaconstrucao