Grupo faz reféns e explode posto do Bradesco em Moreilândia

A cidade de Moreilândia, no Sertão do Araripe pernambucano, foi a nova vítima de assalto a banco no Estado. Na madrugada desta terça-feira (21), bandidos fortemente armados invadiram o município e atacaram um posto do Bradesco, explodindo ao menos um caixa eletrônico que havia sido abastecido há dois dias. Antes de fugir espalhando grampos na pista, os criminosos ainda quebraram as portas do Fórum municipal. Pelo menos duas pessoas foram feitas reféns durante a ação.

A ação criminosa começou por volta de 1h30 na cidade que fica próximo à divisa com o Estado do Ceará, a 609km do Recife. De acordo com a Polícia Militar, cerca de sete homens agiram contra o banco, que fica na Rua Romão Sampaio, no Centro da cidade. Os assaltantes usaram artefatos explosivos dentro da agência, que ficou parcialmente destruída. Durante o assalto, dois funcionários de uma funerária foram usados como reféns e liberados somente no fim da ação criminosa. O 7º Batalhão de Polícia Militar informou que as vítimas passam bem.

Ação

Segundo moradores, os criminosos fizeram disparos de arma de fogo para amedrontar a população. De acordo com a Polícia Militar, ao menos um artefato explosivo permaneceu intacto dentro da agência que foi isolada para evitar acidentes e para a realização de perícia que será usada para investigação da Polícia Civil. Ainda não se sabe o valor levado pelos assaltantes, mas a agência havia sido abastecida há dois dias.

Antes de fugir, os bandidos foram até o Fórum municipal e arrombaram as portas do edifício. A Polícia acredita que os criminosos estavam procurando armas no local, mas ainda não há confirmação se algo foi levado do prédio.

Fuga

Na fuga, os assaltantes espalharam grampos nas ruas para dificultar a perseguição policial. Viaturas da PM que saíram da cidade de Exu, também no Sertão, para dar reforço à guarnição de Moreilândia, tiveram pneus furados com os grampos e ficaram na estrada antes de chegar a cidade. A PM acredita que os assaltantes podem ter fugido em um veículo de modelo Hilux em direção ao Estado do Ceará.

Outra vez

Não é a primeira vez que a cidade de Moreilândia é alvo de ataques contra agências bancárias. Em junho, a unidade local do Banco do Brasil foi explodida e os criminosos dispararam contra um prédio da Polícia Militar. A agência ficou totalmente destruída. De acordo com moradores da cidade que conversaram com a reportagem do JC Online, a agência arrombada há cinco meses permanece fechada. (Do JC Online)

Dupla que invadiu residência e fez moradores de reféns é presa em Araripina

Robson Douglas Santos Soares e José Giliarde da Silva, foram presos no início da tarde desta segunda-feira (30), em Araripina, no Sertão do Araripe pernambucano. A dupla invadiu uma casa e fez dois moradores de reféns por cerca de duas horas.

Quando a polícia chegou ao local, inicialmente os bandidos fizeram os reféns de escudo, mas acabaram se rendendo. Com os criminosos foram encontrados R$ 29.800 em espécie, que eles haviam roubado do proprietário da casa, um revólver calibre 32 com quatro munições, além de uma moto.

A dupla foi levada para a Delegacia de Polícia Civil da cidade.

Grupo explode agência bancária, faz reféns e troca tiros com PM em Orocó

banco-ocoro

Um grupo de 15 homens armados explodiu uma agência do Banco do Brasil, na madrugada desta quarta-feira (9), em Orocó, no Sertão de Pernambuco. Os homens fizeram reféns e trocaram tiros com a polícia. Ainda não foi informado o valor em dinheiro levado pelos assaltantes. Ninguém ficou ferido.

Segundo informações da Polícia Civil (PC), os suspeitos chegaram a cidade em duas caminhonetes. Próximo ao banco, duas pessoas foram feitas de refém. Os homens usaram explosivos para ter acesso ao cofre do banco. O local ficou destruído. Os reféns foram liberados logo após o roubo.

A polícia foi acionada e houve troca de tiros. Ainda de acordo com a PC o tiroteio durou quase uma hora. Os assaltantes conseguiram fugir e alguns quilômetros depois colocaram fogo em um dos carros utilizados na ação e o outro veículo foi abandonado. (Do G1 Petrolina)