Polícia Civil prende homem acusado de estuprar a própria filha de 5 anos em Araripina

A Polícia Civil (PC) de Araripina, no Sertão do Araripe pernambucano, prendeu na última quarta-feira (13), um homem de 35 anos, acusado de estuprar a própria filha de 5 anos. O caso aconteceu no distrito do Moraes, Zona Rural do município.

De acordo com PC, após tomar conhecimento pela genitora da vitima, dando conta que sua filha de 5 anos de idade se apresentava com vermelhidão e dores na genitália aliado a um comportamento estranho, a delegada de polícia, Dra. Katyanna Muniz, in loco solicitou exame sexológico preliminar o qual ficou evidenciado ruptura himenal.

De imediato a aludida Delegada de Policia, instaurou Procedimento Investigativo, ocasião que foram colhidos alguns depoimentos e demais diligências culminando com à representação pela Medida Cautelar em desfavor do Genitor da criança, tendo sido imediatamente deferido pelo Juiz de Direito Dr. Marcus Vinicius Barbosa de Alencar Luz, da Vara Criminal da Comarca de Araripina.

Dessa feita os Policiais Civis Edelson Borges e Alexandre Campelo sob o Comando da referida Autoridade Policial, deram cumprimento ao citado “Mandammus” resultando na Prisão de Francisco Edivan da Silva Pereira, vulgo “Negão” com 35 anos de idade, pai da vitima. Após realização do interrogatório o mesmo foi recolhido a Cadeia Publica local, ficando sob a égide do Poder Judiciário.

O Inquérito Policial deverá ser finalizado no prazo legal e encaminhado à apreciação da Justiça Pública de Araripina. (Por Roberto Gonçalves)

Polícia Civil prende vereador de Ouricuri, Gildejânio Melo

Policiais Civis da cidade de Santa Filomena e agentes da 24ª Delegacia Seccional de Araripina prenderam no início da noite dessa terça-feira (19) o vereador do município de Ouricuri, Gildejânio Coelho Melo (PSD). A prisão foi decretada pelo Juiz de Direito da Comarca de Ouricuri, Carlos Eduardo das Neves.

Leia também:

PM erradica 20 mil pés de maconha na zona rural de Santa Filomena

Em coletiva de imprensa, vereador Gildejânio declara que não sabia do plantio de maconha em sua propriedade

Os policiais localizaram o parlamentar em sua residência que fica na Rua Adones Pedro da Silva, no bairro Laura Coelho. O vereador foi conduzido à delegacia da Polícia Civil de Ouricuri e em seguida encaminhado à Cadeia Pública da cidade, onde ficou à disposição da Justiça.

Em 2016, com 1416 votos, número que compreende 4% do eleitorado votante na eleição, Gildejânio Melo foi o parlamentar mais bem avaliado pelos ouricurienses e assumiu em janeiro do ano em curso pela 3ª (terceira) uma cadeira na Câmara Municipal de Ouricuri (Casa Rodrigo Castor)

Polícia Civil recupera veiculo roubado no Nossa Senhora do Carmo em Ouricuri

A Polícia Civil da Delegacia de Ouricuri, no Sertão do Araripe em Pernambuco (201 circunscrição) recuperou uma motocicleta que havia sido roubada. O transporte foi localizado no bairro Nossa Senhora do Carmo.

Segundo a polícia, a motocicleta Honda/fan de cor preta e placa PFF-6452 havia sido roubada na última segunda-feira (17) na cidade de Ouricuri.

Governo de Pernambuco suspende férias de policiais civis e militares para conter violência

tropa-federal

O Governo de Pernambuco anunciou que irá suspender o gozo de férias dos policiais militares e civis do estado, no período de 15 a 31 de dezembro. A decisão tem o objetivo de prevenir e reduzir a criminalidade no mês de dezembro. A portaria será publicada no Diário Oficial desta quinta-feira (15). Ainda nesta quarta (14), por determinação do Comando da Polícia Militar, os comandantes poderão considerar falta ou abandono de serviço o não-cumprimento do Programa Jornada Extra de Segurança – PJES. Eles estão sujeitos a medidas disciplinares. A decisão será publicada na quinta no Boletim Geral.

A partir do momento em que ocorre a efetiva adesão e confecção de escala, o militar passa a estar na condição de cumprir compulsoriamente o serviço a que se submeteu voluntariamente, sob pena de violar o Código Disciplinar dos Militares do Estado de Pernambuco”, informa a determinação do Comando Geral da Polícia Militar de Pernambuco.

De acordo com a portaria do governo, a necessidade de conter a violência em dezembro ocorre “diante do aquecimento da economia, das festividades de fim de ano e do aumento do fluxo de pessoas no Estado de Pernambuco, e tendo em vista a redução de policiais militares nas ruas em razão da não adesão ao Programa Jornada Extra de Segurança – PJES”.

Na última sexta-feira, a Polícia Militar anunciou que iria manter o regime de operação padrão (não aderindo ao PJES), descartando a realização de uma greve. Na ocasião, a PM afirmou que irá se manter no regime até o dia 4 de janeiro, quando deve acontecer uma nova reunião entre a categoria e o Governo do Estado.

Por conta da redução no número de policiais militares, 3,5 mil militares da Marinha, do Exército e da Aeronáutica estão, desde o dia 9 de dezembro, reforçando a segurança do estado. A comitiva das forças armadas deverá permanecer até o dia 19 de dezembro. (Do JC Online)

Policia Civil fecha acordo com o governo e encerra greve em Pernambuco

policia civilUm dia após decretar greve, os policiais civis de Pernambuco anunciaram o fim da paralisação, na noite desta sexta-feira (21). A categoria, que reivindicava a implantação do Plano de Cargos e Carreiras, aceitou a proposta do governo do estado e ficou decidido que o salário de fim de carreira dos agentes da Polícia Civil vai se igualar ao piso dos delegados. O reajuste começa a ser implementado em janeiro de 2017 e deve ser concluído até dezembro de 2018.

De acordo com o Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (Sinpol), o projeto será enviado para aprovação na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) até o dia 20 de novembro, prazo limite para o envio de projetos que impactam no orçamento de 2017.

Antes mesmo de ter início, a greve dos policiais civis no estado foi decretada ilegal pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), mas os trabalhadores decidiram manter a paralisação. De acordo com a entidade, apenas as delegacias de plantão de Prazeres, em Jaboatão dos Guararapes, e Paulista, no Grande Recife, funcionariam nesta sexta-feira (21), com os agentes só podendo realizar prisões em flagrante. (Do G1)

casaconstrucao

Policiais civis de PE decidem entrar em greve a partir da meia-noite

policia-civil

Policiais civis de Pernambuco decidiram entrar em greve por tempo indeterminado a partir da meia-noite da quinta (20) para a sexta (21). Segundo o Sindicato dos Policiais de Pernambuco (Sinpol-PE), apenas 30% do efetivo policial estará em atividade nas delegacias de plantões. A decisão da categoria aconteceu em assembleia realizada em frente ao Palácio do Campo das Princesas, a sede do governo estadual localizada no Centro do Recife, na tarde desta quinta.

O encontro sucedeu a reunião de uma comissão do Sindicato dos Policiais de Pernambuco (Sinpol-PE) com representantes da Secretaria de Administração de Pernambuco, no bairro do Pina, na Zona Sul da capital. Em estado de greve desde o dia 11 de outubro, a categoria reivindica a implantação do Plano e Cargos e Carreira. “Os policiais vão realizar apenas flagrantes delitos e locais de crime, pois o governo nos ofereceu uma proposta evasiva, sem dizer um prazo para implementar o plano”, explicou o presidente do Sinpol-PE, Áureo Cisneiros.

De acordo com ele, a implantação tinha sido acertada com o governo do estado em fevereiro deste ano por meio de um acordo, mas a medida ainda não foi cumprida. Por conta disso, os policiais civis realizaram um protesto, durante a manhã desta quinta, no Centro do Recife. Acompanhados por um carro de som, manifestantes saíram da sede do Sinpol, no bairro de Santo Amaro, por volta das 10h30 e seguiram pelas avenidas Cruz Cabugá e Conde da Boa Vista, entrando em seguida na Rua da Aurora. O grupo atravessou a Ponte Princesa Isabel até chegar ao Palácio do Campo das Princesas. A passeata deixou o trânsito no local complicado.

Delegados

Além dos agentes, a Associação de Delegados de Polícia de Pernambuco (Adeppe) informou que realiza uma paralisação de 24h nesta quinta-feira (20). Parados desde a 0h, eles reivindicam melhorias na infraestrutra das delegacias. Por meio de nota, a Polícia Civil disse que o movimento atinge o andamento de algumas investigações, mas que os flagrantes estão sendo feitos normalmente.

Resposta

Em nota, a Secretaria de Administração de Pernambuco (SAD) informou que os policiais civis têm um Plano de Cargos e Carreira aprovado pelo Sinpol desde 2008. Ainda segundo a pasta, o que a categoria pede são mudanças no plano com proposta de reajuste salarial de até 300%, o que seria inoportuno, considerando o atual momento econômico do país. Diante dessa informação, o Sinpol afirmou que o aumento é uma progressão prevista no acordo estabelecido e que não vale apenas para o próximo ano.

A SAD disse também que o poder público tem negociado com o Sinpol alternativas para a reforma do plano e que se reúne com uma comissão do sindicato. O órgão afirmou que está concluindo os estudos do novo plano e vai apresentar a proposta final nos próximos dias. Quanto à paralisação da Associação dos Delegados, informou que uma reunião está marcada para sexta-feira (21).

casaconstrucao

Polícia Civil de Pernambuco decreta estado de greve

e5b7d0028f9bf1e5cdd598ad01009c3dDepois de tentar negociar com o Governo do Estado, desde o início do ano, o Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos (PCCV) da categoria, o Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (SINPOL-PE) decidiu decretar estado de greve e marcou uma paralisação de 24 horas para o próximo dia 13.

“O Governo se comprometeu a apresentar uma proposta concreta à categoria após o fechamento do quadrimestre contábil do Governo, no final de setembro. Contudo, mais uma promessa foi descumprida, sem ao menos uma satisfação ou contato”, alega o Sinpol-PE.

Em assembleia realizada ontem na sede do Sinpol-PE, os policiais civis de Pernambuco resolveram decretar estado de greve com paralisação agendada para o dia 13. “No mesmo dia, às 9h da manhã, no Marco Zero, haverá o Grande ‘Ato das Cruzes’ (alusivo ao aumento dos homicídios e a falência da Política de Segurança Pública do Estado). A próxima assembleia acontece no próximo dia 20, com uma passeata que vai em direção ao Palácio do Governo”, informou o sindicato.

Segundo o presidente do Sinpol, Áureo Cisneiros, todas as formas de diálogo foram tentadas, por isso a categoria resolveu tomar a decisão. “Esperamos até agora o Governo se pronunciar. Inclusive fomos três vezes à Secretaria de Administração, procuramos o Secretário, mandamos dois ofícios e em nenhum momento fomos atendidos ou mesmo respondidos. Não aguentamos mais essa enrolação do governo, queremos o diálogo. A decretação do nosso Estado de Greve é justamente para forçar o debate”, argumenta.

Polícia Civil de Pernambuco decreta greve a partir do próximo sábado

policia civilOs policiais civis de Pernambuco decretaram estado de greve, na noite de ontem, em assembleia na sede do Sindicato dos Policiais Civis (Sinpol), em Santo Amaro. A categoria promete cruzar os braços a partir da 0h do Sábado de Zé Pereira. Somente flagrantes serão realizados e em esquema lento. Na quinta-feira, às 15h, agentes, escrivães e auxiliares legistas farão uma passeata de protesto da sede do Sinpol até o Palácio Campo das Princesas, sede do Governo de Pernambuco.

De acordo com o presidente do Sinpol, Áureo Cisneiros, o Governo desrespeitou o acordo coletivo firmado em dezembro, não realizou as reuniões de negociação que foram progtamadas e deixou de encaminhar o projeto de lei que prevê a revisão de Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos da categoria para a Assembleia Legislativa de Pernambuco.

“O documento deveria ter sido entregue no dia 1º de fevereiro, para garantir que, com os trâmites, vigorasse em abril. Mas eles assumiram um compromisso e não cumpriram e não vamos mais discutir. Agora é greve”, declarou o presidente do Sindicato. O projeto de lei eleva o nível salarial da categoria, que abraça 5,3 mil profissionais. Apenas as delegacias de plantão vão funcionar, e com 30% do efetivo, conforme o previsto pela lei.