Dupla que invadiu residência e fez moradores de reféns é presa em Araripina

Robson Douglas Santos Soares e José Giliarde da Silva, foram presos no início da tarde desta segunda-feira (30), em Araripina, no Sertão do Araripe pernambucano. A dupla invadiu uma casa e fez dois moradores de reféns por cerca de duas horas.

Quando a polícia chegou ao local, inicialmente os bandidos fizeram os reféns de escudo, mas acabaram se rendendo. Com os criminosos foram encontrados R$ 29.800 em espécie, que eles haviam roubado do proprietário da casa, um revólver calibre 32 com quatro munições, além de uma moto.

A dupla foi levada para a Delegacia de Polícia Civil da cidade.

“Antiga escola Baldomiro em Ouricuri está servindo para pessoas usar drogas”, diz moradores

escola-baldomiro-ouricuri-pe

Moradores da Rua Padre Cicero no bairro Nossa Senhora do Carmo em Ouricuri estão amedrontados com a situação em que se encontra a antiga escola Baldomiro Pedro da Silva. Comunitários disseram que o prédio público está abandonado e que pessoas estão utilizando o local na calada da madrugada para usar drogas ilícitas.

Em contato com o Farol do Araripe, Meriana Andreia Barbosa lembrou que, o atual prefeito (Cesar de Preto) havia prometido construir no local da escola um posto de saúde, no entanto, segundo a mulher, até o momento nada foi feito e pior, “o prédio está abandonado e pessoas estão utilizando o local para usar drogas”, disse.

A comunitária disse ainda que, por conta própria já colocou dois cadeados na porta da frente da antiga escola, na tentativa de inibir a entrada dos elementos, mas, segundo Meriana, mesmo assim as pessoas arrombaram a porta e continuam se drogando na parte interna do prédio público.

O senhor Francisco, esposo de dona Meriana Andreia também comentou sobre o assunto e disse que, de madrugada não consegue dormir com as conversações dentro da antiga escola e com o mau cheiro da maconha, para ele, a solução para o problema seria a gestão da utilidade ao prédio.

Dona Meriana, disse ser depressiva (toma remédio controlado) e que não está mais suportando a situação, “eu não sei mais o que fazer, pois não estou dormindo a noite, com medo que alguém possa atear fogo em minha residência, a qual fica ladeada da antiga escola, gostaria que o prefeito tomasse uma providência. Se não resolve o problema, ao menos compre minha casa para que eu possa ter sossego”, desabafou.

Moradores do Centro pagam R$ 1.700,00 para empresa desentupir esgoto em Ouricuri

esgoto-ouricuri-centro

Incomodados com esgoto entupido, a céu aberto, na Rua Hidelbrando Coelho, nessa segunda-feira (07) a população por conta própria contratou um caminhão apropriado para realizar o trabalho de desentupimento do esgoto na localidade.

Os comunitários contrataram o serviço por R$ 1.700,00 e o valor foi rateado entre os moradores da rua. Por não realizar a ação, a gestão municipal atual de Ouricuri foi hostilizada pela população, pois o serviço é de competência da prefeitura.

Em frente ao esgoto que estava estourado há meses, fica situado: a IX GERES, Mãe Coruja do Governo do Estado, clínicas particulares e inúmeras residências.

Moradores denunciam obras de Casas Populares inacabadas em Bodocó

casa-capa-700x357

Recebemos denúncias de moradores do município de Bodocó, relatando o abandona das obras de Casas Populares que beneficiariam várias famílias sem lares, que pelo visto não passou de promessas. A prefeitura deveria entrar com uma contrapartida à realização de 60 casas populares.

As moradias seriam distribuídas em 29 casas no Amparo, 12 na Vila de Cacimba Nova e 19 para o distrito de Sipaúba. Mas pelo visto, a gestão municipal não se preocupou em entregar as casas e ofertar à população beneficiada a dignidade de ter um lar próprio. Conversando com um dos moradores da região, o mesmo nos disse que é uma falta de respeito com as pessoas que ganhariam as casas, pois ficam na expectativa de um dia receber a sua moradia.

Recebemos informações que o projeto que beneficiaria 60 famílias, faz parte da iniciativa da gestão do ex-prefeito Junior Marcelino e aprovado pelo ex-prefeito Brivaldo Alves.

Deixamos o espaço aberto para que a assessoria de imprensa da Prefeitura de Bodocó, possa esclarecer as denúncias aqui relatadas.

Moradores da Avenida Santa Maria em Ouricuri, reclamam da insegurança na localidade

obra inacabada

A falta de iluminação pública, buracos e assaltos estão amedrontando os moradores da Avenida Santa Maria no bairro de mesmo nome em Ouricuri. Em contato com o programa, duas comunitárias da localidade, comentaram como de fato se encontra o local. Uma das mulheres citou que, nas proximidades de duas casas existe uma obra inacabada e que o ambiente é usado por criminosos para cometer assaltos aos transeuntes que circulam pela citada avenida.

As moradoras pedem que a proprietária do imóvel (Kátia – dona da loja mundo do Jeans) que tome providências, pois as ondas de assalto é grande e a localidade não pode ficar nessa situação. Para elas, o imóvel é local de abrigo à pessoas de mal-índole. Uma das moradoras ainda citou que estudantes deixam de ir à escola por medo de serem assaltados.

“Chamamos as autoridades, mas chegam com 1 hora depois do acontecimento, o que adianta? A calamidade aqui é precária. Precisamos de segurança com urgência”, falou.

“Faço um apelo para que venha segurança e iluminação pública, pois pagamos impostos para termos um retorno do dinheiro investido. O que não pode ficar é essa onda de assaltos”, completou a outra moradora.

Segundo as entrevistadas, Alex Bar (antigo Secretário de Obras do município) resolveu alguns problemas como o esgoto e parte da iluminação pública, mas a rua precisa de melhorias, acrescentando que os órgãos competentes devem olhar para esta localidade, pois quem sofre são os moradores.