Acusado de matar adolescente em 2012, na cidade de Bodocó, é preso em São Paulo

Foi preso na manhã desta quarta-feira (6), na cidade de São Paulo, o homem acusado de assassinar o adolescente Felipe Lamarck Gomes Moreira de Lima, de 17 anos. O crime aconteceu na cidade de Bodocó, no Sertão de Pernambuco, em novembro de 2012. O assassinato teria acontecido porque Gilberto de Brito Medeiros, hoje com 43 anos, não aceitava o namoro de sua filha com a vítima. A prisão foi feita pela equipe do Comando de Operações e Recursos Especiais (CORE) da Polícia Civil de Pernambuco.

O acusado será lavado para Recife na tarde desta quarta-feira, onde ficará a disposição da justiça. Os detalhes da prisão e do crime serão apresentados às 16h30, na Sede Operacional da Polícia Civil.

O crime

Felipe Lamarck Gomes Moreira de Lima foi assassinado na noite do dia 25 de novembro de 2012. Segundo informações da polícia na época, o adolescente passava de moto em frente a casa do acusado, quando foi atingido por três tiros. Felipe morreu a caminho do hospital. Um jovem de 24 anos também ficou ferido com os tiros. Ele foi atingido na mão.

Depois do crime, o acusado fugiu, ficando foragido por mais de cinco anos. (Do G1)

Mulher é presa em flagrante por matar a filha de dois meses em Pernambuco

Imagem ilustrativa da internet

Uma mulher de 29 anos foi presa em flagrante na sexta-feira (1º) por assassinar a filha, de dois meses de vida. De acordo com a Polícia Civil, o crime ocorreu na Rua na Rua Bem-Te-Vi, no bairro de Passarinho, na Zona Norte do Recife, no mesmo dia.

Segundo a polícia, a mulher foi autuada por homicídio. A reportagem questionou detalhes do crime à corporação, mas não obteve resposta.

Neste sábado (2), ela vai ser levada para a audiência de custódia. O G1 entrou em contato com o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) e aguarda informações sobre o resultado da audiência. (Do G1 PE)

Polícia prende dois suspeitos de matar homem em Araripina

 

Dois elementos suspeitos de matar um homem a facadas na manhã desta terça-feira (21), na Zona Norte de Araripina, Sertão de Pernambuco,  foram presos na noite do mesmo dia no distrito de Nascente, Zona Rural do município.

Leia Também:

Corpo de Homem é encontrado com marcas de violência em Araripina

De acordo com a Polícia Civil (PC), Valdevi Rodrigues é fugitivo do Centro de Ressocialização do Agreste, onde estava preso por assassinato. Já Paulo Freitas Silva foi presos nesta ocorrência, no distrito de Nascente. Os suspeitos foram levados para a delegacia de Araripina. (Por Roberto Gonçalves)

PM prende acusado de matar homem a facadas em Exu

Policiais Militares do 7º BPM prenderam na tarde dessa quinta-feira em Exu, no Sertão do Araripe, Cicero Sousa dos Santos, de 38 anos. Ele é acusado de ter assassinado  com golpes de faca, Ronaldo Gonçalves dos Santos, de 32 anos, no dia 31 de outubro de 2017 no bairro Nossa Senhora Aparecida em Exu.

O mandado de prisão foi expedido pelo Dr. Matheus de Carvalho Melo Lopes, juiz plantonista na comarca de Ouricuri. Segundo a PM, o acusado foi localizado em uma plantação de coqueiros naquela cidade, e junto a ele foi apreendido o punhal utilizado no crime.

Filho é suspeito de matar pai a pauladas após discussão no Sertão de PE

Imagem / Ilustrativa da internet

Em custódia, no Sertão de Pernambuco, um homem de 37 anos é suspeito de matar o próprio pai durante uma discussão. O crime aconteceu na casa da vítima, identificada como Pedro Pereira de Lima, de 72 anos. De acordo com informações da polícia, o suspeito, Joseberto Pereira de Lima, teria ido fazer uma visita ao pai para pedir água.

Os dois teriam se desentendido e a vítima teria puxado uma faca. Joseberto pegou um pedaço de madeira e bateu na cabeça do pai, que morreu no local. Em seguida, o suspeito fugiu e ainda não foi localizado. O corpo da vítima foi levado para o hospital do município. (Informações da Rádio Jornal)

Adolescente de 14 anos é suspeito de matar a própria mãe em PE

Imagem / Ilustração da internet

 

Um adolescente de 14 anos é suspeito de matar a própria mãe estrangulada na tarde desta terça-feira (24) no bairro Nova Esperança, em Orobó, Agreste de Pernambuco. Segundo a família, o suspeito tinha um histórico de desentendimentos com a mãe e era usuário de drogas.

Estrangulamento 

Segundo a Polícia Civil, o garoto teria estrangulado a mãe em seu quarto. Em seguida, para simular uma morte natural, o filho teria arrastado o corpo da mãe e colocado sobre o sofá. Ainda, segundo a Polícia, o Samu foi solicitado e, ao chegar ao local, os médicos constataram uma mancha no pescoço da vítima. Ao ser questionado sobre tal mancha, o adolescente afirmou que ela teria tido um “ataque” e apertado o próprio pescoço. O garoto também afirmou que ligou para a sua avó para que ela solicitasse socorro para a mãe.

Informações dão conta que o crime teria sido ocasionado por dinheiro para compra de drogas.

Por ser suspeito do crime, o garoto de 14 anos foi encaminhado para a delegacia de Limoeiro onde o caso está sendo investigado. Segundo populares da região, o adolescente teria confessado o crime.

Segundo a Polícia Civil, o corpo da mulher foi levado para o Instituto de Medicina Legal (IML) de Recife.

Publicação

Após o crime, o garoto teria postado no Facebook uma mensagem de despedida para a mãe com os dizeres “mãe vá com Deus”, o que gerou revolta entre os internautas. (JC Online)

Homem é preso em Petrolina após matar namorada usando uma furadeira

Um homem foi preso no Bairro Gercino Coelho, zona leste de Petrolina, após ter matado a namorada utilizando uma furadeira. O fato, de acordo com o 5º Batalhão de Polícia Militar (BPM), aconteceu por volta das 21h de ontem (14). O acusado é Jeidson Santos de Morais, de 27 anos, o qual confessou ter cometido o crime contra Vanderléia Carvalho Macedo, também de 27.

A vítima foi encontrada sem roupa, já sem vida, com vários ferimentos provocados por furadeira e também com perfurações de golpes de faca. O acusado, após cometer o crime, ligou para a mãe da vítima e contou o que tinha feito, pedindo para que ela fizesse deslocamento até o local do crime, na Avenida das Nações, nº 517.

À polícia, ele confessou ainda que houve uma discussão por causa de mensagens enviadas ao WhatsApp do mesmo envolvendo a sua namorada, momento em que “perdeu a cabeça”, agindo de maneira descontrolada, momento em que cometeu o crime. No local do fato foi encontrada uma furadeira com vestígios de sangue. O acusado foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil, enquanto o corpo da vítima foi removido para o Instituto de Medicina Legal (IML). (Do G1)

Polícia prende no Ceará suspeito de matar travesti em Moreilândia

A polícia prendeu nesta quarta-feira (4) na cidade do Crato, no interior do Ceará, o suspeito de matar a travesti Pâmela Pamaneck, encontrada morta em 25 de setembro com marcas de violência em Moreilândia, em Pernambuco. De acordo a Polícia Civil de Ouricuri-PE, responsável pelo caso, José Luiz do Nascimento, de 55 anos (foto acima) atirou na vítima por causa de uma dívida.

O suspeito foi preso em casa, após o cumprimento de um mandado de prisão expedido pela Justiça de Pernambuco. Ele prestou depoimento na tarde desta quarta na delegacia de Ouricuri, onde permanece preso.

Pâmela Pamaniki tinha 29 anos e trabalhava como garota de programa há cerca de 10 anos. Ela foi vista viva pela última vez em Juazeiro do Norte, no interior do Ceará, um dia antes de ser encontrada morta, de acordo com o delegado Diogo Galindo.

A Polícia Civil não revelou detalhes do crime ou se o homicídio foi premeditado, mas afirmou ter “fortes indícios” de que o suspeito preso é o autor do crime.

Leia também:

Travesti é assassinado na zona rural de Moreilândia

mãe e um amigo da travesti Pâmela Pamaneck realizaram o reconhecimento do corpo no Instituto Médico Legal (IML) em Petrolina, no Sertão de Pernambuco, um dia após o cadáver ter sido encontrado. (Do G1 Petrolina)

PM acusado de matar garota de 17 anos em Parnamirim é ouvido em Audiência de instrução

Nessa quarta-feira (27), foi realizada na cidade de Parnamirim, no Sertão de Pernambuco, a primeira Audiência de Instrução sobre a morte de Katarine Miranda, de 17 anos. A jovem foi assassinada em abril deste ano, por um policial militar do estado da Bahia, quando saia de uma festa.

Ao lado de outros moradores da cidade, os familiares da vítima foram até a frente do Fórum José Ramos Angelim, com faixas e cartazes, pedindo justiça. O réu chegou ao local sob forte esquema de segurança.

Na audiência, além do Policial Militar, 16 testemunhas de defesa e acusação foram convocadas para prestar depoimento.

A audiência durou cerca de cinco horas. Na saída do réu, houve tumulto e muita correria em frente ao Fórum. No dia 8 de novembro, acontecerá uma nova Audiência de Instrução em Parnamirim. Desta vez, o juiz responsável pelo caso, Mateus Carvalho, vai ouvir o delegado e os escrivães que presidiram o inquérito policial.

Até o dia da próxima audiência, o réu seguirá preso no Batalhão da Polícia Militar em Juazeiro, no Norte da Bahia. (Do G1 Petrolina)

Policial militar é preso suspeito de assassinar adolescente de 17 anos em Parnamirim

Foi preso nesta terça-feira (18), o policial militar da Bahia, de 23 anos, suspeito de assassinar Katarine Ferreira, de 17 anos, durante uma confraternização no dia 1º de Abril em Parnamirim, no Sertão de Pernambuco. Ele estava foragido e se apresentou na Delegacia de Polícia Civil de Salgueiro. O suspeito passou por interrogatório e teve voz de prisão em virtude do mandato que já havia sido expedito pelo juiz da cidade.

Segundo o delegado de Polícia Civil de Salgueiro, Alex Sá, o policial alegou que o disparo foi acidental. “Ele estaria dançando com a menina, e, que durante essa dança, a menina teria batido na arma dele duas ou três vezes, e, ele acreditando que essa arma poderia disparar de forma acidental, teria pego nessa arma para travá-la. E durante esse manuseio, teria ocorrido o disparo acidental”, relata.

Ainda segundo o delegado, o militar afirma que durante a noite inteira só teria bebido uma dose e parte de uma outra dose de uísque.

O Policial militar foi encaminhado para a unidade reeducadora do Estado da Bahia em Salvador e se for condenado, pode pegar uma pena entre 12 e 30 anos pelo crime de homicídio qualificado.

O Crime
katarine ferreira, de 17 anos, foi assassinada às 4h30, do último sábado (1º), na Rua Luiz Gonzaga do Nascimento, no bairro Cohab. De acordo com familiares, ela saiu de uma festa e seguiu com amigos para se confraternizar, até que uma amiga teria sido assediada pelo policial e adolescente agiu em defesa. Sem aceitar a rejeição, o policial teria puxado a arma e disparou o tiro que tirou a vida de Katerine. (Do G1 PE)