SESI Araripina tem inscrições para cursos gratuitos

O Serviço Social da Indústria de Pernambuco (Sesi-PE) prorrogou as inscrições no processo seletivo simplificado 2018 para o programa Educação Básica articulado com a Educação Profissional (Ebep). Os interessados podem se inscrever até o dia 11 de janeiro de 2018. Direcionada aos filhos de trabalhador da indústria de baixa renda, a iniciativa possibilita que o estudante curse gratuitamente o ensino médio e um curso técnico para facilitar o início da vida profissional.

De acordo com o Sesi-PE, há 118 vagas a serem preenchidas em seis cursos técnicos, que serão ministrados pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de Pernambuco (Senai-PE), parceiro do programa, na Região Metropolitana do Recife e em Araripina, no Sertão. As oportunidades são destinadas a pessoas de baixa renda que trabalham em padarias, pastelarias, pizzarias e confeitarias, oficinas mecânicas, construção civil, serralharias e gráficas.

Também há vagas para quem trabalha com fabricação de tijolos e telhas, móveis, bebidas, doces, biscoitos, massas e alimentos ou em marmorarias, confecção de roupas, calçados, bolsas e material de viagem, empresas que fabricam material de limpeza e gelo, gesso, cimento, adubos, plantação, corte e beneficiamento de cana-de-açúcar, empresas de refrigeração e climatização, instalação e manutenção de redes e telecomunicação, entre outras indústrias.

Em caso de dúvidas, o Sesi-PE disponibiliza o site da instituição e o telefone 0800.600.9606. A ligação é gratuita. (Da Ascom)

Inscrições no Sisu começam no dia 29 de janeiro

As inscrições na primeira edição de 2018 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) terão início no dia 29 de janeiro e vão até as 23h59 de 1º de fevereiro de 2018.

Serão oferecidas 239.601 oportunidades em 130 instituições, entre universidades federais, institutos federais de educação, ciência e tecnologia e instituições estaduais.

O Sisu é o sistema informatizado do Ministério da Educação por meio do qual instituições públicas de educação superior oferecem vagas a estudantes com base nas notas obtidas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

O processo ocorre duas vezes por ano e cada candidato pode fazer até duas opções de curso. Podem concorrer estudantes que tenham feito o Enem 2017 e obtido nota acima de zero na prova de redação.

No site do Sisu, o candidato pode acessar a lista de cursos, instituições participantes e municípios que oferecem as vagas. Para se candidatar, o estudante deverá acessar o mesmo endereço eletrônico, informar o número de inscrição e a senha do Enem e selecionar, por ordem de preferência, até duas opções de cursos. (Agência Brasil)

Campus Ouricuri na lista! Abertas inscrições para seleção de técnicos especializados em Libras do If Sertão-PE

Estão abertas as inscrições para a seleção do IF Sertão-PE de profissionais técnicos especializados em Língua Brasileira de Sinais (Libras). Quatro vagas de contratação temporária são para as cidades de Petrolina, Salgueiro e Ouricuri, no Sertão de Pernambuco.

Podem participar da seleção, pessoas com curso superior de licenciatura plena em Letras: Libras ou em Letras: Libras/Língua Portuguesa como segunda língua, ou de Letras/Libras bacharelado ou curso superior em qualquer área, desde que possua certificado de proficiência na tradução e interpretação da Libras-Língua Portuguesa e Língua Portuguesa-Libras.

Os interessados em participar da seleção têm até o dia 6 de dezembro para realizar inscrição  através do site. A inscrição custa R$ 20.

IF-Sertão Ouricuri: Comissão do Processo Seletivo 2018 convoca todos os candidatos a verificarem suas inscrições

A Comissão do Processo Seletivo 2018 para os cursos técnicos do IF Sertão-PE divulgou, nesta sexta-feira (10), um comunicado convocando todos os candidatos para verificarem as suas inscrições e realizarem os devidos ajustes até a próxima quinta-feira (16), quando estarão encerradas as inscrições. Acesse o sistema através do link http://selecao.ifsertao-pe.edu.br/copese/index.php?centro=inscricao/login_candidato&req=alter

Em virtude de problemas técnicos ocorridos durante o período de inscrição, todos os candidatos devem acessar o sistema Copese e ajustar os dados informados no ato da inscrição, principalmente: Modalidade, curso e grupo de concorrência. Ao acessar o sistema, com seu CPF e senha cadastrados, o candidato deverá realizar todos os ajustes necessários na sua inscrição e em seguida deverá confirmar todos os dados da sua inscrição, clicando na opção 6 (confirmação informações).

Esses ajustes poderão ser feitos pelo candidato até a próxima quinta (16), quando estarão encerradas as inscrições para o Processo Seletivo 2018. Porém até o dia 20 de novembro estará aberto o prazo para solicitação de recursos para ajustes na inscrição. Aquele candidato que tiver interesse em interpor algum recurso deverá acessar o sistema com seu CPF e senha cadastrados. Outras informações no site www.ifsertao-pe.edu.br

Em parceria com CDL Ouricuri, Faculdade Anchieta abre inscrições para curso de Especialização em Gestão Pública

A Faculdade Anchieta em parceira com a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Ouricuri, no Sertão do Araripe, está com inscrições abertas para o curso de Especialização em Gestão Pública.

Segundo a assessoria da CDL Ouricuri, o curso que terá duração de 15 meses está previsto começar em dezembro de 2017. A inscrição custa R$: 60,00 e a matrícula R$: 166,00.

O curso tem o objetivo de qualificar profissionais para atuarem na área de Gestão Pública e aperfeiçoar as potencialidades daqueles que já atuam no Serviço Público em suas diversas esferas, tendo como público-alvo: administradores, gestores das mais diversas áreas e pessoas que tenham interesse em aprender ou se aperfeiçoar na área de Gestão Pública.

Funcionários de empresas conveniadas (Prefeituras, CDL) tem desconto de 25%, logo, as mensalidades ficam por R$124,50 (sem alteração nas mensalidades), e familiares de primeiro grau dos respectivos funcionários também tem desconto de 20% em qualquer cursos de pós-graduação da Faculdade Anchieta.

Interessados entrar em contato:

(81) 99675-0531 Emanuella

(87) 99817-2123 Escritório

(87) 998171-0731 Whatsapp

(Da Ascom)

Escolas Técnicas Estaduais abrem inscrições para mais de 6 mil vagas

O Governo de Pernambuco, por meio da Secretaria Estadual de Educação (SEE), abriu inscrições para o processo seletivo das Escolas Técnicas Estaduais (ETE), na modalidade médio-integrado 2018. No total, estão sendo ofertadas 6.075 vagas em 23 cursos técnicos, em 35 unidades de ensino. Podem participar candidatos que concluíram o Ensino Fundamental em 2017 e têm idade máxima de 16 anos no ato da matrícula. As inscrições devem ser feitas até 12 de novembro, pelo site do Sistema de Seleção da Secretaria de Educação (SisSel).

Provas

As provas serão aplicadas de 16 a 28 de novembro, conforme agendamento feito pelo estudante no ato da inscrição. O resultado da primeira classificação será divulgado no dia 07 de dezembro, no site da Secretaria. O início das aulas está previsto para 05 de fevereiro de 2018.

Cursos

Entre os cursos ofertados está Administração, Edificações, Rede de Computadores, Mecânica, Informática para Internet e Logística. A novidade é a oferta do curso de Eventos na ETE Luiz Alves Lacerda, no Cabo de Santo Agostinho, e os cursos de Desenvolvimento de Sistemas e Guia de Turismo, na ETE Jurandir Bezerra Lins, que atenderá os estudantes de Igarassu e região no próximo ano letivo. As mais de seis mil vagas estão distribuídas em polos na Região Metropolitana do Recife, Agreste, Sertão e Zona da Mata. (Da TV Jornal)

Detran abre inscrições para concurso público no Ceará

O Governo do Estado do Ceará abriu nesta segunda-feira (9) inscrições para o concurso público do Detran-CE. O concurso vai ter 383 cargos efetivos de nível fundamental, médio e superior, com lotação nas Unidades Regionais do Departamento, localizadas em Fortaleza e no Interior do Estado. As inscrições vão até o dia 24 de novembro.

As taxas de inscrição variam entre R$ 70,00 (nível fundamental), nível médio (R$ 90,00) e nível superior (R$ 130,00). As provas serão realizadas nos dias 28 de janeiro (nível médio) e 4 de fevereiro (níveis fundamental e superior) de 2018.

O concurso será organizado e executado pela Fundação Universidade Estadual do Ceará (Funece), por meio da Comissão Executiva do Vestibular da Universidade Estadual do Ceará (CEV/Uece).

Distribuição das vagas

São 250 vagas para agentes de trânsito e 50 para vistoriadores, que exigem nível médio. Para nível superior, o edital traz 33 vagas para o cargo analista de trânsito e transporte. Outras 50 vagas são para assistente de atividade de trânsito e transporte, que exige nível fundamental.

Para o cargo de analista de trânsito e transporte, para o qual é exigida a graduação em nível superior, o salário inicial é de R$ 3.486,11. Os cargos são para as profissões de arquiteto e urbanista, engenheiro civil, engenheiro eletricista e engenheiro mecânico administrador, contabilista, de profissionais de tecnologia da informação e de assuntos educacionais.

Para o cargo de agente de trânsito e transporte, o salário inicial é de R$ 2.555,81. Já para assistente de atividades de trânsito e transporte, a remuneração inicial é de R$ 2.301,54.

Contando o Plano de Cargos e Carreiras e Salários (PCCS), a remuneração máxima pode chegar a R$ 14.349,53 (em final de carreira) para nível superior, R$ 8 mil para nível médio e R$ 7,2 mil para fundamental. (Do G1-CE)

Campus Ouricuri divulga lista de inscrições homologadas e locais de prova de Processo Seletivo Complementar

Foram divulgas nessa quarta-feira (20), pela comissão do Processo Seletivo Complementar do campus Ouricuri do IF Sertão-PE, a relação de inscrições homologadas e as listas de locais de prova dos candidatos. A divulgação ocorre após todos os recursos contra as inscrições serem deferidos.

As provas serão feitas no próximo domingo (24), das 13h às 17h, na sede do campus. A comissão recomenda que o candidato chegue ao local de prova com pelo menos 30 minutos de antecedência, portando documento de identificação com foto e caneta azul ou preta.

São oferecidas 12 vagas no Processo Seletivo para o curso de Agropecuária. Com duração de dois anos, o curso será realizado no turno da tarde. A entrada é referente ao segundo semestre de 2017.

Trindade está com inscrições abertas para oito cursos técnicos gratuitos

O município de Trindade, no Sertão do Araripe, está com inscrições abertas para cursos técnicos, na modalidade EAD. A implantação de pelo menos oito cursos foi um pedido da gestora da escola EREM Governador Muniz Falcão, Professora Francisca Ato Rodrigues a Secretaria de Educação do Estado de Pernambuco.

 Os cursos serão realizados no período noturno das 18:30 às 21:30, e o aluno terá de comparecer uma vez por semana a escola para realizar as atividades presenciais , com duração  de 18 meses  divididos em 3 módulos.

 As inscrições estão abertas desde 2 de Agosto e seguem até o dia 24 do corrente mês,  as provas acontecem de 29/08 à  06/09. O processo seletivo contará com 20 questões, sendo 10 de língua  portuguesa e 10 de matemática.

As inscrições estão sendo realizadas exclusivamente pelo site sisacad.educacao.pe.gov.br/sissel.  O candidato deve fazer um cadastro e ter CPF, RG e um e-mail válido.  Para ter acesso aos cursos disponíveis, os candidatos devem procurar no referido site o nome da escola EREM Governador Muniz Falcão.

 Pode se inscrever também quem está cursando o segundo, terceiro ano ou quem já  concluiu o ensino médio. O curso é totalmente gratuito. (Da assessoria)

Governo cancela inscrições no Ciência sem Fronteiras

Embora afirmem que ele não será encerrado, as autoridades educacionais admitiram publicamente que a oferta de novas vagas está suspensa por falta de verbas. As bolsas dos alunos que estão no exterior continuarão sendo pagas, mas as dos estudantes que haviam sido selecionados serão canceladas. A suspensão foi anunciada por um assessor do Ministério da Educação durante sabatina no Comitê para os Direitos da Criança da Organização das Nações Unidas.

Concebido mais como instrumento de marketing do que como uma política destinada a acelerar a internacionalização do ensino superior, o Ciência sem Fronteiras apresentou problemas desde que foi lançado. Em vez de selecionar alunos de áreas técnicas em que o Brasil carece de especialistas, especialmente no campo das ciências exatas e biomédicas, o programa financiou indiscriminadamente estudantes de quase todas as áreas do conhecimento – inclusive publicidade e comunicações.

Por falta de critérios, de objetivos e de metas, o programa também concedeu indiscriminadamente bolsas de graduação, de mestrado, de doutorado, de especialização e de pós-doutorado, sem prever mecanismos de avaliação de desempenho dos bolsistas. Houve até quem ganhou bolsa para passar um ano nos Estados Unidos, Inglaterra e Canadá sem ter sido submetido a um teste de fluência em língua inglesa. Por não conhecer o idioma, vários bolsistas não conseguiram acompanhar as aulas e retornaram ao Brasil sem aperfeiçoar sua formação intelectual.

Ao ser lançado, em 2011, o Ciência sem Fronteiras previa a concessão de 101 mil bolsas de estudo no exterior, das quais 75 mil seriam financiadas pela União e 26 mil custeadas pela iniciativa privada. Quando tomaram consciência de que o programa não tinha prioridades bem definidas, bancos e empresas tentaram estabelecer critérios objetivos para a seleção dos estudantes cujos estudos financiariam. Mas, alegando que elas estavam usando o programa para financiar mão de obra de que necessitam, as autoridades educacionais rejeitaram esses critérios e impuseram outros. As empresas cancelaram o patrocínio.

A inépcia administrativa também se converteu numa das marcas do Ciência sem Fronteiras. Muitos bolsistas viajaram para o exterior só com a passagem de ida e tiveram dificuldades para se instalar nas cidades que escolheram. Por causa dos atrasos no depósito das bolsas, estudantes ficaram sem recursos para pagar aluguel, alimentação, transporte e plano de saúde. Universidades estrangeiras reclamaram dos atrasos do repasse das verbas para gastos com matrículas, mensalidades e atividades acadêmicas – a ponto de faculdades canadenses de engenharia se recusarem a acolher bolsistas brasileiros. Por excesso de burocracia e de um extenso rol de requisitos estapafúrdios – como a exigência de que as escolas estrangeiras tivessem a mesma carga horária, o mesmo programa das mesmas disciplinas e dos mesmos currículos das escolas brasileiras, além de traduções juramentadas de documentos expedidos por consulados –, os estudantes brasileiros enfrentaram dificuldades para revalidar diplomas emitidos no exterior.

A criação de um programa destinado a reduzir a distância entre as universidades brasileiras e as mais prestigiosas universidades estrangeiras foi recebida como uma boa ideia pela comunidade acadêmica. Mas, da forma desastrosa com que foi implementado e com resultados pífios que produziu, ele representou um desperdício bilionário de recursos escassos. Só em seus primeiros quatro anos, ele consumiu R$ 6,4 bilhões – cerca de 20% do que o governo quer arrecadar anualmente com o restabelecimento da CPMF. O anúncio da suspensão das bolsas do Ciência sem Fronteiras é, na verdade, um epitáfio.