Vereadores aprovam projeto que proíbe a ideologia de gênero nas escolas de Trindade

Em sessão ordinária na Câmara municipal de Trindade, no Sertão do Araripe, realizada nessa Terça feira (05), foi votado o projeto de lei legislativo de nº 09/2017 de autoria do Vereador Francisco Diassis Pereira Freire (Serra Branca). O projeto proíbe a discussão de ideologia de gênero nas escolas do município, sendo que o plano escolar municipal da secretária de educação já tinha retirado essa prática das salas de aula, más o projeto reforça ainda mais o que a secretária já havia confirmado.

A casa legislativa ficou completamente lotada pela população trindadense, principalmente por representantes de diversas igrejas, inclusive com a presença do padre Domingos Pedro, Pároco do município e diversos pastores, além de educadores.

O projeto foi aprovado com 10 votos favoráveis, todos os parlamentares presentes foram a favor do documento.

O Vereador Serra Branca autor do projeto explanou a importância de barrar todo tipo de ideologia de gênero nas escolas. “o objetivo desse projeto é defender nossas crianças e adolescentes, em nome do estatuto da Criança e do Adolescentes, para que os filhos sejam educados da melhor forma possível, em respeito a família que já sofrem as influencias de cenas apresentadas diariamente nas novelas da Rede Globo”, afirmou. (Da Ascom)

Programa Ganhe o Mundo inscreve alunos de escolas públicas estaduais para intercâmbio

Estão abertas, a partir desta sexta-feira (1º), as inscrições para o Programa Ganhe o Mundo 2018, que oferece intercâmbio para estudantes do ensino médio da rede pública estadual de ensino. Há vagas para nove países: Argentina, Chile, Colômbia, Espanha, Alemanha, Estados Unidos, Nova Zelândia, Austrália e Canadá. As inscrições podem ser feitas até 31 de janeiro de 2018.

Para concorrer às 1.045 vagas na modalidade tradicional do programa, os candidatos devem se inscrever na internet. Para disputar as 25 vagas ofertadas na modalidade esportiva, as inscrições devem ser feitas presencialmente na sede da Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer, localizada na Avenida Professor Andrade Bezerra, s/n, no bairro de Salgadinho, em Olinda.

Para participar do programa, é preciso estar regularmente matriculado no 1º ano do ensino médio nas modalidades regular, normal médio, semi-integral, integral ou médio integral em 2017. Também é preciso ter, no mínimo, 14 anos completos até o dia 1º de julho de 2018 e, no máximo, 17 anos completos até 31 de agosto de 2019, além de estar regularmente matriculado no curso de línguas do Programa Ganhe o Mundo.

As datas de embarque estão previstas para o período entre julho e setembro de 2018 e entre janeiro e março de 2019. Os estudantes selecionados pelo programa cursam um semestre letivo em escola de nível médio. Os alunos têm direto a seguro saúde internacional, passagens aéreas, acomodação em casas de família com todas as refeições, além de receberem bolsas mensais cujo valor não foi informado.

A divulgação do edital da modalidade musical ocorrerá no dia 8 de dezembro, de acordo com a Secretaria Estadual de Educação. (Do G1 Petrolina)

Projeto contra a Ideologia de Gênero na grade curricular das escolas é aprovado na Câmara de Araripina

O projeto de lei n° 037/2017 de autoria do vereador João Erlan (PDT), foi colocado em votação nesta terça-feira (21), na Câmara de Vereadores de Araripina, no Sertão de Pernambuco e foi aprovado por unanimidade pelos 15 parlamentares da Casa Legislativa.

O Projeto diz que fica determinantemente proibida na grade curricular da rede municipal e privada, a disciplina denominada Ideologia de Gênero, bem como toda e qualquer disciplina que tente orientar a sexualidade, ou que tente extinguir o gênero masculino e ou feminino como gênero humano.

Um grande público compareceu a reunião, padre, pastores, representantes de Lojas Maçônicas, Clubes de Serviços e outras entidades representativas da sociedade araripinense. (Por Roberto Gonçalves)

Educação sexual: Projeto quer vetar ideologia de gênero nas escolas de Araripina

Um projeto de lei apresentado pelo vereador evangélico João Erlan (PDT) na reunião ordinária dessa quarta-feira (08) na Câmara Municipal de Araripina, no Sertão de Pernambuco, pretende impedir a realização de atividades pedagógicas sobre ideologia de gênero e educação sexual na grade escolar da rede municipal.

De acordo com o projeto de lei, o termo ideologia de gênero refere-se “à concepção de que os dois sexos, masculino e feminino, são considerados construções culturais e sociais”.

A proposta é de que fique proibida a utilização, elaboração, publicação, divulgação, exposição e distribuição de livros que versem ou se refiram, de forma direta ou indireta, sobre ideologia de gênero, diversidade sexual e educação sexual, na rede municipal.

O projeto de lei nº 037/2017 passará pela análise das comissões e posteriormente seguirá para votação no plenário. (Por Roberto Gonçalves)

Escolas Técnicas Estaduais abrem inscrições para mais de 6 mil vagas

O Governo de Pernambuco, por meio da Secretaria Estadual de Educação (SEE), abriu inscrições para o processo seletivo das Escolas Técnicas Estaduais (ETE), na modalidade médio-integrado 2018. No total, estão sendo ofertadas 6.075 vagas em 23 cursos técnicos, em 35 unidades de ensino. Podem participar candidatos que concluíram o Ensino Fundamental em 2017 e têm idade máxima de 16 anos no ato da matrícula. As inscrições devem ser feitas até 12 de novembro, pelo site do Sistema de Seleção da Secretaria de Educação (SisSel).

Provas

As provas serão aplicadas de 16 a 28 de novembro, conforme agendamento feito pelo estudante no ato da inscrição. O resultado da primeira classificação será divulgado no dia 07 de dezembro, no site da Secretaria. O início das aulas está previsto para 05 de fevereiro de 2018.

Cursos

Entre os cursos ofertados está Administração, Edificações, Rede de Computadores, Mecânica, Informática para Internet e Logística. A novidade é a oferta do curso de Eventos na ETE Luiz Alves Lacerda, no Cabo de Santo Agostinho, e os cursos de Desenvolvimento de Sistemas e Guia de Turismo, na ETE Jurandir Bezerra Lins, que atenderá os estudantes de Igarassu e região no próximo ano letivo. As mais de seis mil vagas estão distribuídas em polos na Região Metropolitana do Recife, Agreste, Sertão e Zona da Mata. (Da TV Jornal)

MEC estabelece que estudantes saiam até hoje das escolas ocupadas

escola-ocupadaTermina hoje (31) o prazo dado pelo Ministério da Educação (MEC) para que os estudantes deixem as escolas, universidades e institutos federais ocupados em protesto contra medidas tomadas pelo governo federal. Caso isso não ocorra, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) será cancelado nessas localidades.

De acordo com o último balanço da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes) são 1.177 locais ocupados em todo o país. Não há um balanço nacional oficial. Os números locais, no entanto, são diferentes. É o caso do Paraná, por exemplo, onde a Ubes diz que há 843 estabelecimentos. enquanto a Secretaria de Educação fala em 491.

Conforme o último balanço do MEC, divulgado há quase duas semanas, 182 locais de prova estavam ocupados e mais de 95 mil candidatos deveriam fazer o exame nesses espaços.

Os estudantes que fazem as ocupações são contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241/2016. A PEC limita os gastos do governo federal pelos próximos 20 anos. Estudos mostram que a medida pode reduzir os repasses para a área de educação que, limitados por um teto geral, resultarão na necessidade de retirada recursos de outras áreas para investimento no ensino. O governo defende a medida como um ajuste necessário em meio à crise que o país enfrenta e diz que educação e saúde não serão prejudicadas.

Eles também são contra a reforma do ensino médio, proposta pela Medida Provisória (MP) 746/2016, enviada ao Congresso. Para o governo, a proposta irá acelerar a reformulação da etapa de ensino que concentra mais reprovações e abandono de estudantes. Os alunos argumentam que a reforma deve ser debatida amplamente antes de ser implantada por MP, que começa a vigorar imediatamente.

De acordo com o MEC, o prazo dado “é para que ainda haja tempo hábil para realização das provas nos locais. Caso as ocupações sejam mantidas, prejudicando os alunos que fariam prova nesses locais, o Inep [Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Aníseio Teixeira] terá de fazer a prova em outra data para aqueles estudantes que não conseguiram. Não há data definida porque o MEC ainda aguarda que o bom senso prevaleça”, diz o ministério por meio da assessoria de imprensa. (Da Agência Brasil)

Das 100 escolas com melhor desempenho no Enem 2015 em PE, 9 são públicas

provas_enemO Ministério da Educação divulgou nessa terça-feira (4) os resultados por escola do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), de 2015. Veja as 100 escolas do estado de Pernambuco com as maiores médias nas provas objetivas:

Nome da escola (cidade) – rede de ensino – média nas provas objetivas
1) Colégio Cognitivo (Recife) – privada – 695,68
2) Colégio Equipe (Recife) – privada – 679,20
3) Colégio De Aplicação do CE da UFPE (Recife) – federal – 677,84
4) Colégio Fazer Crescer Ensino Médio (Recife) – privada – 656,52
5) Colégio Núcleo (Recife) – privada – 652,86
6) Colégio Eminente – Centro Educacional Ltda. (Recife) – privada – 646,20
7) Colégio Santa Maria (Recife) – privada – 644,69
8) Grupo Gênese de Ensino Ltda (Recife) – privada – 639,75
9) Escola De Aplicação do Recife FCAP/UPE (Recife) – estadual – 639,66
10) Colégio GGE (Recife) – privada – 639,29
11) 3º Milênio Colégio e Curso (Limoeiro) – privada – 632,65
12) Colégio das Damas da Instrução Cristã (Recife) – privada – 627,97
13) Colégio Marista São Luís (Recife) – privada – 623,07
14) Colégio Militar do Recife (Recife) – federal – 620,39
15) Colégio Boa Viagem Ltda (Recife) – privada – 609,21
16) Academia Cristã de Boa Viagem (Recife) – privada – 606,29
17) Colégio Motivo (Recife) – privada – 605,51
18) CFI-Colégio de Formação Integral (Recife) – privada – 603,72
19) Getepe-Grupo Educacional De Ensino Ltda (Recife) – privada – 603,19
20) Plenus Colégio e Curso (Petrolina) – privada – 601,91
21) Colégio Pontual Centro Educacional (Recife) – privada – 600,18
22) Colégio Motivo Ltda (Caruaru) – privada – 599,38
23) Colégio Diocesano De Caruaru (Caruaru) – privada – 594,48
24) Colégio Imaculado Coração de Maria (Olinda) – privada – 594,35
25) Colégio Ideia (Recife) – privada – 594,12
26) Colégio NAP Núcleo de Ação Pedagógica (Recife) – privada – 593,04
27) Colégio Único Unidade Santo Amaro (Recife) – privada – 592,92
28) Colégio Nossa Senhora Auxiliadora (Petrolina) – privada – 592,00
29) MD Educacional-Colégio Madre De Deus Unidade II (Caruaru) – privada – 591,65
30) Colégio Atual (Recife) – privada – 591,16
31) Escola Parque do Recife (Jaboatão dos Guararapes) – privada – 589,52
32) Colégio de São Bento de Olinda (Olinda) – privada – 585,46
33) Colégio Presbiteriano Agnes Erskine (Recife) – privada – 584,74
34) Colégio Regina Coeli (Limoeiro) – privada – 580,34
35) Colégio e Curso CP (Jaboatão dos Guararapes) – privada – 580,02
36) Colégio Visão (Recife) – privada – 577,34
37) Colégio Dom (Olinda) – privada – 577,34
38) Escola Benfica (Recife) – privada – 577,04
39) Colégio e Curso Santa Emília Ltda (Olinda) – privada – 576,58
40) Escola de Aplicação Professor Chaves (Nazaré da Mata) – estadual – 575,11
41) Colégio de Aplicação Da Fac Form Professores (Serra Talhada) – privada – 573,52
42) Colégio Salesiano Sagrado Coração (Recife) – privada – 573,51
43) Anexo I do Colégio da Polícia Militar Petrolina (Petrolina) – estadual – 571,45
44) Núcleo Educacional Machado de Assis (Igarassu) – privada – 570,66
45) Colégio Nossa Senhora das Dores (Bezerros) – privada – 570,32
46) Colégio Dourado (Recife) – privada – 569,98
47) Colégio Único Unidade Casa Forte (Recife) – privada – 569,68
48) Centro de Atividades Engº Roberto Egidio De Azevedo (Recife) – privada – 567,80
49) Instituto Helena Lubienska (Recife) – privada – 566,96
50) Academia Santa Gertrudes (Olinda) – privada – 566,73
51) Colégio Americano Batista (Recife) – privada – 565,43
52) Colégio Cardeal Arcoverde (Arcoverde) – privada – 563,46
53) Colégio de São José (Recife) – privada – 563,40
54) Colégio Novo Decisão (Recife) – privada – 562,33
55) Colégio Dom Bosco matriz (Petrolina) – privada – 559,79
56) Colégio da Polícia Militar de Pernambuco (Recife) – estadual – 559,48
57) Escola De Aplicação Professora Ivonita Alves Guerra (Garanhuns) – estadual – 559,33
58) Colégio Santa Emília (Recife) – privada – 559,19
59) Colégio Conhecer (Recife) – privada – 558,32
60) Educandário Beatriz França (Limoeiro) – privada – 557,79
61) Colégio Souza Leão Positivo (Jaboatão dos Guararapes) – privada – 556,09
62) Colégio Nossa Senhora Do Amparo (Surubim) – privada – 554,90
63) Colégio Da Imaculada Conceicao (Serra Talhada) – privada – 553,90
64) Colégio Pernambucano (Paulista) – privada – 553,89
65) Colégio Dom Bosco Extensão (Petrolina) – privada – 553,55
66) CTM Colégio e Curso Ltda (Recife) – privada – 553,12
67) Instituto Santa Maria Mazzarello (Recife) – privada – 552,77
68) Colégio Santa Sofia (Garanhuns) – privada – 552,27
69) Colégio da Sagrada Família (Goiana) – privada – 552,14
71) Colégio Diogo de Braga (Vitória de Santo Antão) – privada – 551,69
72) Colégio da Imaculada Conceição (Recife) – privada – 551,51
73) Colégio Sagrado Coração (Caruaru) – privada – 549,52
74) Viver Centro Educacional (Jaboatão dos Guararapes) – privada – 547,44
75) Colégio Anchieta (Recife) – privada – 547,29
76) Colégio Rosa Gattorno (Recife) – privada – 547,19
77) Educandário São Judas Tadeu (Camaragibe) – privada – 546,94
78) Colégio Souza Leão Médio (Jaboatão dos Guararapes) – privada – 546,23
78) Colégio Interativo Jardim da Criança (Caruaru) – privada – 545,93
79) Instituto Profis. Maria Auxiliadora (Recife) – privada – 545,23
80) Escola Estadual de Aplicação Professora Vande De Souza Ferreira (Petrolina) – estadual – 545,14
81) Colégio Marista Pio XII (Surubim) – privada – 544,98
82) Instituto Albert Einstein Ltda (Santa Cruz do Capibaribe) – privada – 544,70
83) Colégio Divino Mestre (Jaboatão dos Guararapes) – privada – 544,46
84) Instituto Adventista Pernambucano de Ensino (Sairé) – privada – 543,70
85) Grupo Educacional Integral (Jaboatão dos Guararapes) – privada – 543,17
86) Colégio Santa Doroteia (Pesqueira) – privada – 543,09
87) Colégio Anglo Líder (Recife) – privada – 542,17
88) Colégio Águia (Belo Jardim) – privada – 541,81
89) Instituto Nossa Senhora De Lourdes (Gravatá) – privada – 541,67
90) Colegio Presbiteriano 15 De Novembro (Garanhuns) – privada – 541,50
91) Instituto Educacional Êxito (Belo Jardim) – privada – 540,66
92) Colégio Imaculada Conceição (Arcoverde) – privada – 539,69
93) Colégio Agrícola Dom Agostinho Ikas Da UFRPE (São Lourenço da Mata) – federal – 539,50
94) Sistema Educacional Radar (Vitória de Santo Antão) – privada – 539,50
95) Colégio e Curso Menino Jesus (Paulista) – privada – 539,29
96) Colégio Nossa Senhora da Graça (Vitória de Santo Antão) – privada – 539,20
97) Colégio José Benjamin De Souza Leão (Ipojuca) – privada – 538,85
98) Invest Centro Educacional (Recife) – privada – 538,59
99) Escola Menino Jesus (Santa Cruz do Capibaribe) – privada – 538,57
100) Colégio 2001 (Recife) – privada – 537,66

Auditoria do TCE aponta problemas em 609 escolas do Sertão de Pernambuco, inclusive em Ouricuri

O Tribunal de Contas de Pernambuco realizou uma auditoria na rede municipal de ensino de 21 municípios do Sertão de Pernambuco. O levantamento elaborado pela equipe da Inspetoria Regional de Petrolina apontou diversas irregularidades no funcionamento de 609 escolas públicas, de 901 que existem na região. Com isso, O TCE recomendou aos prefeitos que fossem feitas melhorias nas unidades sob a possibilidade de serem multados.

Os municípios que passaram por vistorias foram AfrânioAraripina, Belém São Francisco, BodocóCabrobóDormentesExuGranitoIpubi, Lagoa grande, MoreilândiaOrocóOuricuriParnamirim , Salgueiro, Santa cruz, Santa filomena, Santa maria da boa vista, Terra nova, Trindade e Itacuruba.

De acordo com relatório do TCE, foram encontrados vários problemas na estrutura dos prédios escolares, a maior parte tinha instalações elétricas e hidrossanitárias precárias, tubulação de esgoto exposta, ausência de refeitórios e de espaços adequados para armazenamento, higienização e preparação dos alimentos, além de rachaduras nas paredes e telhados. Os auditores também identificaram falhas no fornecimento de água tratada e na utilização de reservatórios de água improvisados, sem condições de higiene.

O Tribunal de Contas recomendou aos prefeitos das cidades vistoriadas que fossem feitas melhorias nas unidades fiscalizadas. Dez gestores assinaram Termos de Ajuste de Gestão (TAG’s). Nesses documentos houve o comprometimento de providenciar os ajustes necessários nas escolas, sob pena de serem responsabilizados com penalidades que vão desde multas até o julgamento irregular das contas do gestor. (Do G1/Petrolina)

Tribunal recomenda reformas nas escolas municipais de Ouricuri

ESCOLA DE OURICURI

A Segunda Câmara do TCE homologou nesta terça-feira (02) um Termo de Ajuste de Gestão (TAG) celebrado entre o gabinete do conselheiro Marcos Loreto e o prefeito de Ouricuri, Antônio Cézar Araújo Rodrigues, cujo objeto é o cumprimento de medidas de forma a adequar as instalações físicas e a infraestrutura das unidades de ensino da rede pública municipal.

Auditoria de Acompanhamento realizada na prefeitura constatou diversas irregularidades no funcionamento das escolas – envolvendo instalações físicas, elétricas e hidrossanitárias. Além disso, identificou também a falta de espaço para a prática de esportes, a ausência de biblioteca e a inadaptação dos prédios para portadores de deficiência.

Pelo TAG que foi celebrado, a prefeitura se obriga a comunicar o TCE, após o vencimento do prazo de cada obrigação, as medidas adotadas com a respectiva documentação comprobatória.

O Termo de Ajuste prevê também que, no prazo de 300 dias após sua assinatura, o município conclua o reparo, de forma escalonada, das instalações físicas de todas as escolas.

O não cumprimento das obrigações por parte do prefeito será considerado “inadimplemento” do TAG, sendo-lhe aplicada multa, sem prejuízo de outras sanções. (Da Gejo do TCE; imagem: arquivo)