Filho ameaça mãe com um facão para receber herança antecipada no Sertão de PE

Imagem ilustrativa da internet

Embriagado, um agricultor de 58 anos ameaçou a própria mãe para receber uma herança ainda em vida, e o caso terminou na Delegacia de Polícia de Afogados da Ingazeira, no Sertão do Pajeú.

O fato foi registrado neste final de semana, no Sítio Antonico, quando o agricultor foi até a casa da sua genitora para força-la a vender parte da terra e dar a sua parte.

A ousadia do filho terminou em agressão, uma vez que um outro irmão, de idade não revelada, tentou defender a mãe e pediu para que o agressor deixasse a casa. A reação foi uma luta corporal entre os envolvidos, quando o agricultor de 58 anos, de posse de um facão, atingiu o irmão com golpes na cabeça e no braço direito.

Toda a confusão foi assistida pela mãe, que sentiu-se mal foi socorrida às pressas ao Hospital Regional Emília Câmara. O caso foi registrado na delegacia de polícia como ameaça e lesão corporal. (Farol de Notícias)

PMDB ameaça candidatos a prefeito contra impeachment

73218c7f-33f7-4f45-81a8-171658e6f74b

A quatro dias da votação do impeachment em plenário, deputados do PMDB articulam, com aval do grupo do vice-presidente Michel Temer (PMDB-SP), não dar legenda aos pré-candidatos a prefeito do partido que votarem contra o impedimento da presidente Dilma Rousseff. Outra medida defendida pelos peemedebistas ligados a Temer é que, se os ministros do PMDB que reassumirem o cargo para votar não seguirem o voto da maioria, já estão sendo avisados que não terão qualquer cargo num futuro governo do vice-presidente.

O deputado Leonardo Quintão (MG), um dos mais favoráveis ao afastamento da petista, disse que as reprimendas, que serão levadas à Executiva do partido, são uma resposta aos caciques regionais do PMDB, principalmente no Nordeste, que pressionam parlamentares a votar com o governo. Quintão afirmou que a medida é “um aviso” a deputados que ainda não declararam como votam, como Washington Reis (RJ), pré-candidato a prefeito em Duque de Caxias (RJ), e a deputados que declararam ser contrários ao impeachment, caso de Valtenir Pereira (MT), pré-candidato em Cuiabá.

Ele cita ainda o caso de Pedro Paulo (RJ), candidato à sucessão do prefeito do Rio, Eduardo Paes, que reassumirá nesta quinta-feira o mandato. (Do site O Globo).