Polícia cumpre mandado de prisão contra homem em Ouricuri

Erivaldo Santana Ferreira, conhecido como “Erivaldo da Veia”, idade não informada, foi preso nessa quarta-feira (18) em Ouricuri, no Sertão do Araripe. A prisão foi realizada por Policiais Civis da Equipe Malhas da Lei da 201ª Delegacia de Polícia Civil da cidade.

Segundo a Polícia Civil local, o mandando de prisão foi expedido pelo Dr. Leonardo Batista Peixoto, juiz da comarca de Sertânia-PE através do processo nº 0350.48.2017.8.17.1390. Erivaldo é natural de Custódia-PE e continua a disposição da justiça na Cadeia Pública de Ouricuri.

Ipubi e mais 12 cidades Pernambucanas ficarão sem agencia do Banco do Brasil

Segundo denúncia do Sindicato dos Bancários de Pernambuco, a superintendência estadual do Banco do Brasil (BB) determinou o fechamento de 12 agências no Estado.

Os municípios atingidos serão Poção, Ipubi, Terra Nova, Jatobá, Jataúba, Orocó, Riacho das Almas, Iguaraci, Escada, São Miguelinho, Vertentes e Palmerina. Como já tinha sido informado, extraoficialmente, que a agência de Iguaraci seria fechada, agora está confirmado de forma oficial o seu fechamento.

Conforme divulgado pelo Sindicato, o fechamento das agências deve atingir em torno de 100 bancários. Para a presidenta do Sindicato, Suzineide Rodrigues, o governo federal usa como pretexto para o fechamento das unidades as investidas criminosas e o suposto prejuízo que as agências estão apresentando.

“Na verdade, essa decisão faz parte da política ultraliberal do governo golpista de Michel Temer que visa ao desmonte das empresas públicas objetivando a privatização”, denuncia. (O Povo Com A Notícia)

Secretário de Defesa Social confirma implantação de Delegacia da Mulher em Salgueiro

O secretário de Defesa Social (SDS) de Pernambuco, Antônio de Pádua, confirmou a implantação de uma Delegacia da Mulher na cidade de Salgueiro, no Sertão Central. A informação foi repassada ontem (17), durante reunião com representantes da prefeitura e da segurança local.

A unidade especializada deverá ser implantada no município em caráter de urgência, de modo a garantir mais segurança para as mulheres e também facilitar o atendimento a idosos que necessitam de atenção especial em casos de maus-tratos, abusos e crimes complexos.

A Delegacia da Mulher deverá ser instalada no próximo ano. Para que o serviço oferecido seja completo, o secretário destacou a necessidade de convênio com outros órgãos estaduais e municipais, no tocante à assistência psicológica, social – além de profissionais específicos. (Por Alvinho Patriota)

Estado de Pernambuco responde por 50% da alta nos homicídios

O professor da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) José Luiz Ratton se inclina um pouco para frente e arregala os olhos, falando de modo incisivo. “O Pacto pela Vida como ele foi concebido morreu. Está morto. O que o governo está fazendo agora é gerir uma marca. Hoje, há uma gestão malfeita de uma marca que já foi bem-sucedida”. Da concepção de um dos programas de segurança do qual mais se ouviu falar no País na última década, ele pode falar. Estava no centro da criação capitaneada pelo ex-governador Eduardo Campos, e saiu da gestão antes de surgirem as falhas.

Em julho, Pernambuco chegou a 3.323 crimes contra a vida no ano. Isso já é mais do que o que foi registrado em todo o ano de 2012 (3.321) e 2013 (3.100) por exemplo. No primeiro semestre de 2017 o País teve 1,7 mil homicídios a mais do que no mesmo período do ano passado; 913 deles aconteceram em Pernambuco.

Os padrões que observamos para este ano mostram que Pernambuco pode chegar a número absoluto de homicídios que talvez seja o maior da história, entre 5 mil e 5,4 mil. Na melhor das hipóteses, que ainda assim é muito ruim, equivaleria a 10% dos homicídios do Brasil e a quase 1% do mundo. É uma tragédia civilizatória”, diz Ratton.

Um dia antes, na quarta da semana passada, o secretário de Defesa Social, Antônio de Pádua Cavalcanti, teria resposta diferente diante da mesma pergunta: o Pacto morreu? “Está mais vivo do que nunca. O pacto é uma política de Estado construída há dez anos, de muito sucesso, e colocou Pernambuco entre os melhores Estados no enfrentamento à violência, mas obviamente há necessidades de ajustes operacionais e os resultados já estão sendo colhidos”, disse no seu gabinete.

Nas ruas da capital, não há sensação de resultado. São comuns relatos de assaltos a ônibus, que a pasta diz reduzir, enquanto o Estado regride uma década no patamar de homicídios.

Rotina

É madrugada em Charnequinha, em Cabo de Santo Agostinho, região metropolitana do Recife, quando o rabecão chega à segunda travessa da Rua Dezenove para recolher o corpo de Andreia Moreira de Figueiredo, de 38 anos. Horas antes havia sido encontrada morta, com sinais de esganadura, na sala da sua casa.

O horário não impede que dezenas se reúnam próximo da cena do crime, ainda sem autoria, para acompanhar o trabalho da polícia. Os investigadores logo informam que a vítima tinha três passagens pela polícia por tráfico de drogas. O ex-marido e o irmão, presentes no local, não choram, apresentando ar de aparente conformismo para o que chamam de destino da mulher.

Um mototaxista com casaco do Sport, time de futebol local, reage com desprezo à pergunta sobre segurança na região. “Aqui morre um todo dia.” O homem, que preferiu não se identificar, erra por pouco.

Com 94 assassinatos no ano, Cabo de Santo Agostinho tem um homicídio a cada dois dias e 30% mais casos do que no ano passado.

Já na Igreja Nossa Senhora do Carmo, em Goiana, a 60 quilômetros do Recife, o clima é de consternação. Na noite da quarta-feira, era celebrada a missa de sétimo dia de Edvaldo José Valença da Silveira Neto, morto com um tiro durante uma tentativa de assalto em que tentaram levar o seu carro. Quatro suspeitos foram presos. A mãe, a enfermeira Mônica de Araújo Silveira, de 42 anos, lembra dele como uma pessoa “intensa” e “com pressa para viver”. “Ele ficava revoltado com os casos de violência que eram noticiados e acabou, veja só, sendo vítima dela.

Para o pai, o tabelião Edvaldo Rodrigues da Silveira, de 43 anos o momento é de falar, não calar, e de reclamar. “Um dos suspeitos presos era menor, você viu? 17 anos. Tem de mudar a legislação deste País”, destaca. (Do Diario de Pernambuco)

Angelo Gioia deixa Secretaria de Defesa Social de Pernambuco

Angelo Gioia deixa, nesta quarta (28), o comando da Secretaria de Defesa Social de Pernambuco (SDS-PE), substituído pelo atual corregedor-geral da pasta, Antônio de Pádua Vieira Cavalcanti. O governador Paulo Câmara empossa o novo secretário na próxima sexta (30), no Palácio do Campo das Princesas, na área central do Recife.

Ao anunciar a troca, o Paulo Câmara disse que Gioia “deixa o cargo a pedido, por questões pessoais. “No seu lugar ficará um profissional da equipe que ele montou nos últimos meses. Pádua dará continuidade ao trabalho incansável das nossas polícias, em sintonia com as diretrizes do Pacto Pela Vida”, disse.

Assim como Gioia, Pádua é delegado da Polícia Federal e, até então, comandava a corregedoria desde outubro do ano passado. “Angelo mostrou determinação, firmeza e uma imensa capacidade de trabalho, nesse pouco tempo em que esteve à frente da Defesa Social. Só tenho a agradecer sua contribuição à Segurança Pública”, completou o governador.

Gioia agradeceu o convite do Governo de Pernambuco e o apoio que recebeu durante os oito meses em que esteve à frente da Defesa Social (ele assumiu o cargo em outubro de 2016). “Saio por motivos pessoais, do meu desejo de estar com a família, e com a absoluta tranquilidade e satisfação do dever cumprido. Fizemos mudanças importantes que ajudarão Pernambuco a reduzir a violência, restabelecendo princípios básicos de disciplina e hierarquia nas policias, sem os quais não se faz segurança. Excluímos maus servidores e fortalecemos os comandos. Ao meu amigo Antônio de Pádua, que fez um excelente trabalho na corregedoria, desejo sucesso na jornada, que esta no caminho certo”, afirmou Angelo Gioia.

Perfil do novo secretário
Antônio de Pádua Vieira Cavalcanti é recifense, casado, nasceu em 27 de junho de 1977, completando 40 anos na última terça (27). Pádua é Bacharel em Direito pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE/2002). Pádua integrou o Ministério Público de Pernambuco, como oficial de Promotoria, entre os anos de 2000 e 2003.

Em 2003, assumiu o cargo de delegado da Polícia Federal. Desde o último mês de janeiro, ocupava a Corregedoria Geral da Secretaria de Defesa Social. Como delegado da PF, exerceu:

– Chefia da Delegacia de Entorpecentes da Polícia Federal em Pernambuco (2004/2005);
– Coordenadoria de Operações de Erradicação de Maconha no interior do Estado de Pernambuco entre (2004/2005), a chefia do Setor de Inteligência da Policia Federal em Pernambuco (2006/2010);
– Chefia da Delegacia de Imigração em Pernambuco (2010/2015), a chefia da Delegacia de Policia Marítima (2011);
– Coordenadoria Regional Adjunta de Segurança para Copa das Confederações em 2013;
– Coordenadoria Regional Adjunta de Segurança para Copa do Mundo em 2014;
– Coordenadoria da Comissão Estadual de Segurança Pública nos Portos e Vias Navegáveis em Pernambuco. 

Paulo Câmara entrega mais 50 viaturas para as Polícias e anuncia criação da 9ª CIPM em Araripina

O governador Paulo Câmara entregou nessa quinta-feira (15), mais 50 viaturas com o objetivo de fortalecer as ações da Polícia Militar de Pernambuco (PMPE) e da Polícia Científica. Desse total, 36 caminhonetes serão destinadas ao policiamento ordinário da PM no Agreste e no Sertão do Estado. Outras 16 atuarão nas gerências de Polícia Científica do Recife e do Interior do Estado e uma reforçará a Polícia Civil. Os veículos – todos do modelo Hilux 4×2 – estarão nas ruas a partir de amanhã e fazem parte da renovação de frota que acontece a cada dois anos. A ação integra o Plano de Segurança de Pernambuco, lançado em abril, que prevê investimentos de cerca de R$ 300 milhões na área.

“Estamos reforçando a nossa frota, substituindo e ampliando o número de viaturas para que as nossas forças de segurança possam atuar da melhor maneira. O nosso Plano de Segurança está estruturando todas as áreas da nossa segurança pública, o que nos dá a certeza de que Pernambuco avançará muito na construção de uma cultura de paz”, destacou o governador Paulo Câmara.

Para a renovação e ampliação das frotas, está previsto um investimento de mais R$ 80 milhões para continuar as entregas de novas viaturas em 2017. Ao todo, serão 320 novas caminhonetes e outros 487 novos veículos do tipo hatch e utilitários para todas as regiões do Estado. Também está sendo providenciada a aquisição de 700 novas motocicletas e 3,5 mil kits de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs). Já o Batalhão de Choque receberá 12 novos veículos, são eles: três micro-ônibus, quatro vans com 16 lugares cada, quatro caminhonetes 4×4 e um ônibus com 40 lugares.

Entre outras ações já anunciadas e que também integram o Plano de Segurança de Pernambuco estão a mudança da Companhia Independente de Operações Especiais (CIOE) para a criação do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE), composto por 300 profissionais especializados; a sanção da Lei que cria o 1º Batalhão Integrado Especializado de Policiamento (Biesp), em Caruaru; a promoção de oficiais, subtenentes e sargentos da PMPE; e a criação da 9ª Companhia Independente da PM em Araripina, que atuará no policiamento ostensivo do município. (Da assessoria)