Documento digital de veículos começa a valer em Pernambuco a partir desta quinta-feira (13)

Os motoristas de Pernambuco podem andar com a versão digital do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV) a partir desta quinta-feira (13). Segundo o Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco (Detran-PE), o documento digitalizado fica disponível no mesmo aplicativo da Carteira Nacional de Habilitação digital.

Segundo o presidente do Detran-PE, Charles Ribeiro, os proprietários dos veículos têm acesso ao CRLV digital de forma gratuita, assim como acontece com a CNH.

Anunciado em dezembro do ano passado, o CRLV na versão digital começou a ser disponibilizado pelo Distrito Federal. Segundo o Ministério das Cidades, todos os estados brasileiros deveriam implantar o documento digital até o fim deste ano.

O documento eletrônico de veículos tem o mesmo valor legal do CRLV impresso, que continua sendo de emissão obrigatória.

Para ter acesso ao CRLV digital, o motorista deve estar em dia com o licenciamento de 2018 do veículo, ou seja, taxas do Detran, multas e DPVat devem estar pagos. O documento físico tem um QR Code, que pode ser lido pelo aplicativo Carteira Digital de Trânsito.

O aplicativo está disponível na App Store e Google Play. Os motoristas que possuem instalado o aplicativo CNH Digital não precisam fazer o download da Carteira Digital de Trânsito. O aplicativo será atualizado de forma automática para a CDT, desde que a opção de atualização automática esteja acionada no dispositivo móvel.

De posse do documento, basta acessar o aplicativo de celular e escanear o QR code. Depois disso, não é mais necessário apresentar a versão impressa.

De acordo com o Código de Trânsito, o motorista que for parado sem o documento -impresso ou digital- comete infração gravíssima e pode receber multa de R$ 293,47, 7 pontos na carteira, além de ter o veículo removido.

Delegacia no Interior de Pernambuco vai fechar porque aluguel não foi pago

Foto: reprodução

Apesar da promessa do Governo de Pernambuco em fazer o maior investimento da história em segurança pública, problemas crônicos continuam sem solução. Um deles diz respeito às denúncias de atraso no pagamento dos alugueis dos imóveis onde funcionam as delegacias. Desta vez, os prejudicados serão os moradores de São José do Egito, no Sertão do Estado, que podem ficar sem o atendimento da Polícia Civil no município.

O delegado da circunscrição, Paulo Henrique de Medeiros, encaminhou ofício à Câmara Municipal relatando que houve uma ordem de despejo do imóvel onde funciona a delegacia da cidade. De acordo com o Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (Sinpol-PE), o atraso nos pagamentos é antigo.

“Em um primeiro momento o Estado ficou um ano sem pagar o aluguel e só saldou a dívida após o locador acionar a Justiça. Em seguida, o débito até foi pago, mas o Estado voltou a atrasar os pagamentos, o que levou o dono do imóvel a pedir a interrupção da prorrogação automática do contrato, que se encerra no próximo dia 14”, informou nota do sindicato.

No comunicado, o delegado Paulo Henrique de Medeiros afirma que a delegacia de São José do Egito será transferida para o município de Afogados da Ingazeira.

Questionado pela reportagem da TV Jornal, na manhã desta quinta-feira, o governador Paulo Câmara afirmou que a delegacia vai continuar a funcionar em São José do Egito. “O imóvel foi pedido pelo proprietário, e a gente está vendo outro imóvel para ocupar”, disse. Câmara não explicou o motivo dos atrasos do pagamento.

“PAGUEM MEU DINHEIRO E DESOCUPEM”

No início do ano passado, situação semelhante foi registrada no município de Buíque, no Agreste pernambucano. O proprietário do imóvel onde funciona a delegacia estendeu uma faixa com a mensagem: “Delegacia de Buíque: muitos aluguéis atrasados. Paguem meu dinheiro e desocupem…”. O apelo repercutiu nacionalmente. (Do JC Online)

Último trecho da Transposição do São Francisco, em Salgueiro, será inaugurado ainda em 2018

Foto: Divulgação/Ministério da Integração Nacional

O último trecho das obras de Transposição do Rio São Francisco, localizado em Salgueiro (PE), deverá ser entregue na semana do Natal. O anúncio foi feito pelo ministro da Integração Nacional, Pádua Andrade, na manhã desta quarta-feira (5) durante reunião com o governador do Ceará, Camilo Santana.

Com a finalização desse trecho, que faz parte do Eixo Norte e passa pelos municípios de Penaforte, Jati Brejo Santo e Barro, as águas do Velho Chico devem chegar ao estado até o fim de fevereiro de 2019, mês que abre a chamada quadra chuvosa (período de quatro meses em que ocorre o maior volume de chuva do ano).

“Para nós, essa é uma notícia importantíssima porque é a garantia de segurança hídrica. Com essa indefinição da quadra chuvosa, já será liberada as águas da última estação de bombeamento, em Salgueiro, a partir de dezembro”, comemorou Santana.

As vazões excedentes da transposição serão transferidas para os açudes Castanhão e Orós, os dois maiores reservatórios do Ceará, via Cinturão das Águas, uma obra do governo do estado para a distribuição das águas do Rio São Francisco.

Ceará

O trecho I do Cinturão das Águas possui quase 150 quilômetros e visa beneficiar diretamente mais de um milhão de pessoas em 18 municípios do Sul cearense. Também durante a reunião, Andrade anunciou a liberação de R$ 43 milhões para essa obra. (JC Online)

Divulgados os gabaritos definitivos do Processo Seletivo 2019 do IF Sertão-PE

Foto: reprodução

A Comissão organizadora do Processo Seletivo 2019 do IF Sertão-PE divulgou, nesta terça-feira (04), os gabaritos definitivos e resultado dos recursos contra os gabaritos preliminares das provas aplicadas para as modalidades integrado e subsequente do Processo Seletivo 2019. O resultado preliminar, de acordo com o cronograma da seleção, está previsto para 10/12. 

Sinal analógico de TV começa a ser desligado em municípios do interior do Nordeste

Foto: reprodução

O sinal analógico de TV começa a ser desligado hoje (5) em municípios das regiões Nordeste, Norte, Centro-Oeste, Sul e Sudeste. A medida vai atingir cerca de 80 municípios. De acordo com o Grupo de Implantação do Processo de Redistribuição e Digitalização de Canais de TV e RTV (Gired), responsável por acompanhar o desligamento do sinal analógico no país, o prazo vai até o dia 12 deste mês no caso de alguns municípios.

O grupo decidiu estender os prazos onde ainda não foi atingido o percentual mínimo de 90% dos domicílios com sinal digital. Segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), que coordena o Gired, “a análise da curva de tendência dos municípios que ainda não atingiram a condição para o desligamento permite concluir que o percentual necessário poderá ser alcançado em poucos dias”.

Entre as cidades que terão o sinal analógico de TV desligado estão: Campina Grande (PB), Feira de Santana (BA), Uberaba (MG) e Vitória da Conquista (BA), com desligamento no dia 5; Blumenau (SC), Caruaru (PE), Imperatriz (MA), Rondonópolis (MT), Santa Maria (RS), Uberlândia (MG), Jaraguá do Sul (SC), Joinville (SC) e Juiz de Fora (MG), onde o desligamento termina 17; Dourados (MS), Governador Valadares (MG), Mossoró (RN), Marabá (PA), Parnaíba (PI) e Petrolina (PE), cujo desligamento termina no domingo (09).

No último dia 28, foi desligado o sinal analógico no oeste do Paraná e sul do Rio Grande do Sul. Na mesma data, teve início o desligamento no interior do Rio de Janeiro e no interior de São Paulo, cujo término está marcado para 12 de dezembro.

Com o desligamento do sinal analógico, haverá a liberação da faixa de 700 MHz, atualmente ocupada por canais de TV aberta. Essa frequência será utilizada para ampliar o serviço de telefonia e internet de quarta geração (4G) no Brasil.

Antes da liberação, será feita uma campanha de mitigação para informar a população sobre como agir em caso de interferência do sinal da banda larga móvel na TV aberta digital. O período de mitigação dura, em média, 30 dias. Após o término desse processo, a Anatel libera o uso da  faixa de 700 MHz.

“Os beneficiários de programas sociais do governo federal (como  Bolsa Família, Minha Casa Minha Vida e Tarifa Social de Energia Elétrica) têm direito ao recebimento de um kit gratuito (com antena e conversor). Os beneficiários devem agendar a retirada do kit no site http://www.sejadigital.com.br/home ou ligar no 147. Serão distribuídos 280 mil kits no mês de novembro”, informou a Anatel. (Agência Brasil))

Jumento vira grife no Sertão do Estado

Charles Gomes de Paiva diz que sempre teve vocação para o comércio de confecções. Ganhava a vida vendendo réplicas de camisetas de marcas famosas, mas uma coisa nos produtos despertava inquietação. “Percebi que todas as camisetas tinham o símbolo de um animal. Eu sempre fui fã do jeguinho, sou do Nordeste e vim da roça, o transporte que a gente tinha era o jumento. Em 2009, desenhei o símbolo, fabriquei dez camisas, viajava nas festas, saía divulgando, pedia aos cantores que me ajudassem, dizia que o futuro a Deus pertence. Não tinha como não dar certo”, comenta. E deu.

Hoje, o símbolo do jumento da marca Donkey se espalhou pelo País. Um ano depois de a primeira loja ter sido inaugurada em Petrolina, no Sertão do Estado, Charles já conta com dez franquias (duas ainda serão abertas até o fim deste ano), incluindo duas em Cabrobó e Serra Talhada(PE) e outras no Ceará, Minas Gerais, Sergipe e Bahia. Para 2019, a expectativa é abrir entre 20 e 30 novas lojas e aumentar em 60% a produção.

Hoje, a Donkey produz 3,5 mil camisetas por mês. O portfólio inclui também calça jeans, shorts, bermudas, bonés, sapatos, botas e copos, produzidos em fábricas terceirizadas no Rio Grande do Norte, Minas Gerais e Bahia. No próximo ano, Charles espera contratar de 15 a 20 pessoas, para somar aos dez funcionários diretos que possui hoje.

A trajetória de sucesso começou com a relação afetiva com o jumento. Quando era jovem, na fazenda em que nasceu e foi criado em Abaré, na Bahia, o animal transportava água, lenha e era a única forma de transporte até uma vila mais próxima, que fica a 12 quilômetros de distância. “O jumento é o símbolo do Nordeste e carregou Jesus Cristo. Devido à divulgação nas redes sociais, as pessoas gostaram da ideia e vieram atrás para fazer parcerias. Pela internet, vendi para quase todo o Brasil, menos Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Já vendi até para fora do País”, conta. Além das lojas físicas e das redes sociais, a Donkey também conta com vendedores que trabalham de porta em porta em todo o Nordeste, espalhando a “marca do jeguinho”, como a empresa é conhecida.

O sentimento de Charles pelo animal é de gratidão. Na fazenda em que foi criado, mantém dois jumentos. “Primeiro, veio a bicicleta e as pessoas abandonaram (o jumento), estão esquecendo as tradições. Na minha casa, isso não aconteceu. A frente da minha loja é toda de taipa, toda regional”, comenta Paiva, orgulhoso. Este ano, registrou crescimento de 32% no faturamento. E para 2019, espera que o resultado seja ainda melhor. A abertura de cinco lojas em 2019 já está confirmada em Pernambuco, Ceará, Bahia e Sergipe. Para abrir um estabelecimento da marca, o investimento pode chegar a R$ 70 mil, a depender do porte da loja.

SÉRIE

Se depender de Charles, o jumento sempre será valorizado. Ele é um dos personagens série Na Contramão, produzida em parceria pela Rima Cultural e a REC Produtores. Os episódio serão exibidos nos dias 12, 13 e 14 deste mês, às 21h, na TV Pernambuco. A série mostra o caminho de marginalização percorrido pelo jumento e as múltiplas realidades que envolvem o animal. Em pouco mais de 10 anos, a população de jumentos caiu quase pela metade: 655 mil, em 2016, para 377 mil em 2017. Hoje, 90% dos jumentos estão no Nordeste. Ao mesmo tempo em que perdeu espaço com o uso mais frequente da moto nas fazendas é considerado uma praga em algumas localidades, o jumento é objeto de um suposto tráfico de pele. Mas também há pessoas como Charles que não abrem mão de ter o “jeguinho” ao lado. O leite da jumenta também é fonte de renda para outros criadores.

“Um ponto de partida foi a curiosidade. Em viagem pelo Sertão, vi muitos jumentos mortos na beira de estrada. Isso me despertou a curiosidade jornalística. Por que só havia jumento morto na estrada? Que fenômeno é esse que leva os animais a estarem soltos e expostos ao atropelamento? Uma primeira hipótese da gente foi a mecanização, a motocicleta que entra no lugar do jumento. Quando fomos mergulhando, descobrimos muito mais. Há suspeita de contrabando de pele porque havia a coisa de medicamento que é fabricado na China, onde há redução muito grande de jumentos. A gente percebeu que o animal estava sendo tratado quase como uma espécie de praga porque perdeu completamente o valor de uso. Encontramos situação de jumentos que tinham donos, eram quase casos pitorescos”, explica o jornalista e um dos roteiristas da série, Ricardo Mello. A equipe da série também conta com roteiro de Rafael Marroquim, direção de Marcelo Pinheiro e fotografia de Ivanildo Machado. Sem destino, o jumento acaba livre, buscando o calor do asfalto para se esquentar e correndo o risco de ser atropelado, ou fica preso em fazendas de confinamento. (Via Blog do Roberto)

Câmara Municipal de Vereadores de Ipubi aprovam em segunda votação a LDO e o PPA

Foto: reprodução

Na sessão ordinária realizada nessa quinta-feira dia 29 de novembro, na Casa Legislativa Vereador José Valeriano Sobrinho, contou com a presença da grande maioria dos parlamentares, os quais votaram em segunda votação (dois) projetos de lei do executivo municipal; a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e a atualização do Plano Plurianual (PPA).

Na conclusão dos debates dos projetos de lei pelos vereadores presentes, o presidente Afonso Barros colocou em votação os dois projetos que foram aprovados por unanimidade.

Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) estabelece as metas e prioridades da Administração Pública, incluindo as despesas de capital para o exercício financeiro subsequente, orienta a elaboração da lei orçamentária anual e dispõe sobre as alterações na legislação tributária. Com a Lei de Responsabilidade Fiscal, a LDO recebeu novas atribuições e tornou-se um instrumento fundamental no processo de planejamento fiscal.

Plano Plurianual (PPA) é realizado a cada quatro anos e contém metas a serem atingidas por determinada gestão de governo – incluindo projetos, atividades, financiamentos, incentivos fiscais, normas, entre outros. O PPA tem uma visão a médio prazo do planejamento público, visando a solução de um problema e gerando ações para combatê-lo, atendendo, assim, à demanda da sociedade.

Através da solicitação da vereadora Leotina Delmondes e em comum acordo com os demais vereadores, o presidente Afonso resolveu antecipar uma sessão ordinária do calendário legislativo municipal para a próxima segunda-feira dia 3 de dezembro às 9h, para que seja feita a votação das contas do ex-prefeito João Marcos Siqueira.

Afonso também enfatizou a importância da realização dessa sessão que tem como propósito atender a recomendação do Tribunal de Conta do Estado, que estabelece prazo para que sejam votadas as contas dos exercícios 2013 e 2014, onde uma das contas foi rejeitada e a outra foi aprovada com ressalvas pelo Tribunal de Conta de Pernambuco.

Segundo destacou o vereador Damázio Pulquerio, no dia 3 de dezembro vai ser realizada uma sessão especial, a qual tratará exclusivamente das contas do ex-prefeito. João Marcos deverá está presente para apresenta a sua defesa. (Por Diones Antonio)

Projeto Natal Sertanejo pede doações de alimentos para famílias de Ouricuri, Bodocó, Exu, Moreilândia, Timorante e outras cidades do Sertão

Foto: reprodução

O Projeto Natal Sertanejo deste ano está arrecadando alimentos para ajudar sete cidades do Sertão do Araripe, em Pernambuco, e também a Zona Rural de Coremas, na Paraíba. A ação acontece pelo quarto ano consecutivo e a pretensão é conseguir arrecadar 90 toneladas de alimento para a produção de 3.500 cestas.

A iniciativa surgiu da vontade do padre Damião Silva em ajudar as pessoas carentes do Sertão. A ideia mobilizou fiéis interessados em contribuir com o natal de pessoas que por muitas vezes não tem o que comer. “A gente que o Sertão é o mais atingido pela estiagem. Até quando chove não é o necessário para fazer lavouras e essa população que depende disso acaba passando fome”, pontuou o padre que coordena o voluntariado do projeto.

 Ao todo são 60 voluntários que estão arrecadando os alimentos desde o ínicio do ano, e juntos seguirão para a entrega no dia 12 de dezembro. Umas das integrantes da equipe, Tanagra Tenório, está na equipe desde o ínicio. “Na primeira vez levamos de tudo: panela, roupa, brinquedo, comida, água…Mas quando chegamos lá, vimos que eram pessoas tão carentes que a necessidade realmente era a comida”, lembrou Tanagra da ida a Alagoinha em dezembro de 2015, primeiro município a receber a ação.

Neste ano o projeto vai até as cidades de Exu, Moreilândia, Timorante, Serrita, Ouricuri, Granito e Bodocó, em Pernambuco, e a Zona Rural de Coremas, na Paraíba, cidade natal do padre Damião Silva. 

DOAÇÕES

Até o dia 10 de dezembro as arrecadações poderão ser deixadas em estandes no Shopping Guararapes, em Jaboatão dos Guararapes; no Shopping Camará, em Camaragibe; no Shopping Patteo, em Olinda. Além dos malls, as arrecadações também podem ser levadas para a Associação Católica Mãos à Obra, nº1011, em Setúbal, Zona Sul do Recife.

Prefeitura de Araripina e Senai oferecem 600 vagas para cursos de aperfeiçoamento profissional

A Prefeitura de Araripina por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – Senai, está ofertando 600 vagas para cursos de aperfeiçoamento profissional.

Os cursos terão início no dia 02 de dezembro e as inscrições estarão disponíveis a partir desta segunda-feira (26) no site https://cursos.araripina.pe.gov.br. Veja abaixo os cursos que serão oferecidos:

  • Técnicas de recepção para hospitais e farmácias – (36h)
  • Técnicas de recepção para Hotelaria – (36h)
  • Atendimento ao público – (16h)
  • Ética profissional – (12h)
  • Qualidade, Segurança, Meio Ambiente e Saúde – (16h)
  • Gestão financeira – (40h)
  • Gestão de equipes – (20h)
  • Desenvolvimento de habilidades gerenciais – (20h)
  • O Varejo do Futuro – Novas estratégias para atrair e conquistar clientes – (15h)

Secretaria Executiva de Comunicação

Motorista de caminhão-pipa é flagrado roubando água da Adutora do Oeste, em Parnamirim, PE

Foto: Reprodução / Compesa

Um motorista de caminhão-pipa foi flagrado por funcionários da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) desviando 8 mil litros de água de um trecho da Adutora do Oeste, no município de Parnamirim, no sertão do estado. Quando percebeu a presença dos funcionários, o motorista fugiu, deixando o veículo no local. O caso aconteceu na sexta-feira (23) e foi divulgado nesta quarta-feira (28).

De acordo com a Compesa, foi registrado um Boletim de Ocorrência na cidade de Ouricuri para que o caso seja apurado e que o infrator seja identificado e responsabilizado pela irregularidade. Segundo a Companhia, o roubo de água tem sido uma prática comum ao longo da Adutora do Oeste, que abastece dez municípios do Sertão do Araripe, entre eles, Araripina, Ouricuri e Parnamirim.

A Compesa informou que os números de furto de água são alarmantes na região do Araripe. Segundo a Companhia, em determinados trechos da Adutora do Oeste, pipeiros agem à noite e fazem, em média, 70 viagens transportando água roubada, o que corresponde a uma perda de 560 metros cúbicos, que daria para abastecer, por exemplo, uma localidade do porte de Granito, que tem cerca de 5 mil habitantes, durante um dia inteiro. O prejuízo, por mês, chega a quase R$200 mil. (Por G1 Petrolina)