Polícia prende traficante com mais de 34kg de maconha e R$: 21.300,00 em cédulas falsas em Moreilândia

Durante a Operação denominada de “Blitz Bloqueio” em Moreilândia, no Sertão do Araripe, nessa terça-feira (12), a Policia Militar (PM) prendeu o traficante Joseph Thomas de Souza, 28 anos, com maconha e dinheiro falso.

Segundo a Polícia Militar, diante de um informe que uma Van (transporte alternativo) estava com um homem suspeito de está traficando drogas, imediatamente a PM fez deslocamento pela rodovia PE-507, interceptou o veiculo, a Van, de cor branca, de placa ATE-2419, e após abordagem, localizou 38 tabletes de Maconha pronta para consumo, pesando 34,819kg (trinta e quatro quilos e oitocentos e dezenove gramas) e R$ 21.300.00 (vinte e um mil e trezentos reais) em Cédulas falsas em poder de Joseph Thomas.

A polícia levantou ainda que, Joseph havia sido preso no ano de 2016 na cidade de Assaré-CE com R$: 1.500,00 (mil e quinhentos reais) em cédulas falsas, e que estava sendo investigado pela distribuição de dinheiro falso no Sertão do Araripe, já havia um registro na Delegacia de Polícia de Moreilândia referente a investigação em crime do artigo 288 (Associação Criminosa).

Joseph Thomas confessou a polícia que veio de Pirituba-SP com a droga e o dinheiro falso. Há informes de que a droga veio do Paraguai e iria abastecer Exu, no Sertão do Araripe, por ocasião da Festa de Aniversário do Rei do Baião, Luiz Gonzaga.

O material foi apreendido e encaminhado a Delegacia da Polícia Federal em Salgueiro, juntamente com o acusado para a devida autuação em flagrante.

Prefeitura de Moreilândia assina TAC comprometendo-se a regularizar pagamentos atrasados de servidores e aposentados

Imagem / Da TV Grande Rio

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) e o prefeito do município de Moreilândia celebraram Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para regularizar o pagamento dos salários dos servidores públicos municipais ativos e aposentados. Segundo o apurado nas investigações da Promotoria de Justiça de Moreilândia, a gestão municipal atrasa o pagamento da remuneração mensal destes agentes constantemente.

Ao firmar o TAC, o prefeito de Moreilândia, João Angelim Cruz, admitiu os atrasos e reconheceu a necessidade e urgência de reordenar as contas públicas e os quadros funcionais do município. Com isso, terá de liquidar todos os débitos existentes com os servidores e aposentados, mediante o parcelamento, em três meses, devendo a primeira parcela ser paga até 20 de janeiro, a segunda até 20 de fevereiro e a terceira até 20 de março de 2018.

Após normalizar os pagamentos atrasados, a Prefeitura terá de pôr em dia todos os salários dos servidores e aposentados, considerando o mês de referência, até o dia 10 do mês seguinte, enviando à Promotoria de Justiça todas as informações sobre os pagamentos realizados, até o segundo dia útil subsequente, após da efetivação do pagamento. As informações devem ser prestadas três vezes a cada mês.

Com a assinatura do TAC, a gestão municipal deve informar a destinação de todos os valores ingressos nas contas públicas de Moreilândia referentes às transferências de receitas obrigatórias advindas da União Federal, especificamente, aquelas relativas ao Fundo de Participação do Município (FPM), Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (FUNDEB), Fundo Municipal de Saúde (FMS) e do Fundo de Assistência Social. Todas as informações devem vir acompanhadas dos respectivos extratos bancários, contendo os dados das contas-correntes sacadas e destinatárias

Caso o prefeito descumpra os termos celebrados e os pagamentos permaneçam desatualizados, poderá ser aplicada multa no valor correspondente a uma remuneração mensal do gestor municipal, acrescendo o valor de 10% da remuneração do prefeito a cada dia em que houver atrasos injustificados. O não repasse de informações por parte da Prefeitura também estará sujeito à multa de metade do salário do prefeito a cada dia em que existir atrasos nas informações requisitadas.

Por fim, a Prefeitura de Moreilândia deverá publicar no seu website o TAC firmado. Deve ainda afixar os termos no prédio da Prefeitura. A informação estar disponível por pelo menos 30 dias para consulta pública. Para quaisquer descumprimentos dos termos assinados, serão tomadas as medidas judiciais cabíveis. (Do MPPE)

Grupo faz reféns e explode posto do Bradesco em Moreilândia

A cidade de Moreilândia, no Sertão do Araripe pernambucano, foi a nova vítima de assalto a banco no Estado. Na madrugada desta terça-feira (21), bandidos fortemente armados invadiram o município e atacaram um posto do Bradesco, explodindo ao menos um caixa eletrônico que havia sido abastecido há dois dias. Antes de fugir espalhando grampos na pista, os criminosos ainda quebraram as portas do Fórum municipal. Pelo menos duas pessoas foram feitas reféns durante a ação.

A ação criminosa começou por volta de 1h30 na cidade que fica próximo à divisa com o Estado do Ceará, a 609km do Recife. De acordo com a Polícia Militar, cerca de sete homens agiram contra o banco, que fica na Rua Romão Sampaio, no Centro da cidade. Os assaltantes usaram artefatos explosivos dentro da agência, que ficou parcialmente destruída. Durante o assalto, dois funcionários de uma funerária foram usados como reféns e liberados somente no fim da ação criminosa. O 7º Batalhão de Polícia Militar informou que as vítimas passam bem.

Ação

Segundo moradores, os criminosos fizeram disparos de arma de fogo para amedrontar a população. De acordo com a Polícia Militar, ao menos um artefato explosivo permaneceu intacto dentro da agência que foi isolada para evitar acidentes e para a realização de perícia que será usada para investigação da Polícia Civil. Ainda não se sabe o valor levado pelos assaltantes, mas a agência havia sido abastecida há dois dias.

Antes de fugir, os bandidos foram até o Fórum municipal e arrombaram as portas do edifício. A Polícia acredita que os criminosos estavam procurando armas no local, mas ainda não há confirmação se algo foi levado do prédio.

Fuga

Na fuga, os assaltantes espalharam grampos nas ruas para dificultar a perseguição policial. Viaturas da PM que saíram da cidade de Exu, também no Sertão, para dar reforço à guarnição de Moreilândia, tiveram pneus furados com os grampos e ficaram na estrada antes de chegar a cidade. A PM acredita que os assaltantes podem ter fugido em um veículo de modelo Hilux em direção ao Estado do Ceará.

Outra vez

Não é a primeira vez que a cidade de Moreilândia é alvo de ataques contra agências bancárias. Em junho, a unidade local do Banco do Brasil foi explodida e os criminosos dispararam contra um prédio da Polícia Militar. A agência ficou totalmente destruída. De acordo com moradores da cidade que conversaram com a reportagem do JC Online, a agência arrombada há cinco meses permanece fechada. (Do JC Online)

Polícia prende no Ceará suspeito de matar travesti em Moreilândia

A polícia prendeu nesta quarta-feira (4) na cidade do Crato, no interior do Ceará, o suspeito de matar a travesti Pâmela Pamaneck, encontrada morta em 25 de setembro com marcas de violência em Moreilândia, em Pernambuco. De acordo a Polícia Civil de Ouricuri-PE, responsável pelo caso, José Luiz do Nascimento, de 55 anos (foto acima) atirou na vítima por causa de uma dívida.

O suspeito foi preso em casa, após o cumprimento de um mandado de prisão expedido pela Justiça de Pernambuco. Ele prestou depoimento na tarde desta quarta na delegacia de Ouricuri, onde permanece preso.

Pâmela Pamaniki tinha 29 anos e trabalhava como garota de programa há cerca de 10 anos. Ela foi vista viva pela última vez em Juazeiro do Norte, no interior do Ceará, um dia antes de ser encontrada morta, de acordo com o delegado Diogo Galindo.

A Polícia Civil não revelou detalhes do crime ou se o homicídio foi premeditado, mas afirmou ter “fortes indícios” de que o suspeito preso é o autor do crime.

Leia também:

Travesti é assassinado na zona rural de Moreilândia

mãe e um amigo da travesti Pâmela Pamaneck realizaram o reconhecimento do corpo no Instituto Médico Legal (IML) em Petrolina, no Sertão de Pernambuco, um dia após o cadáver ter sido encontrado. (Do G1 Petrolina)

Travesti é assassinado na zona rural de Moreilândia

O corpo de Pedro Damião Coelho, 29 anos, identificada por “Pâmela Pamanerk”, foi encontrado no final da manhã dessa segunda-feira num matagal próximo a uma estrada vicinal no Sítio Mata Grande, na Zona Rural de Moreilândia, no Sertão do Araripe.

De acordo com a Polícia Civil, a vítima tinha sinais de tortura, pelo corpo e estava seminua. As suspeitas iniciais são de que, Pâmela tenha sido morta a pauladas e pedradas. Segundo o Boletim da Polícia Militar (PM), a vítima foi alvo de disparos de arma de fogo.

O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal-IML de Petrolina, no Sertão do São Francisco. A autoria, bem como o motivo do homicídio ainda são desconhecidos.

Bodocó, Trindade, Ipubi e Moreilândia e mais 17 cidades de PE receberão promotores nesta segunda-feira (04)

Encerrou-se na sexta-feira (1°), o curso de formação dos 21 novos promotores de Justiça que tomaram posse no dia 10 agosto. A partir de segunda-feira (4), os novos membros vão assumir as comarcas que estão há mais de dois anos sem promotor titular. Treze deles trabalharão em cidades do Sertão do Estado, enquanto outros seis vão para o Agreste e dois, para a Zona da Mata Sul. Os municípios são: João Alfredo, Amaraji, Angelim, Santa Maria do Cambucá, Toritama, Sanharó, Cupira, Maraial, Carnaíba, Verdejante, Betânia, Belém de São Francisco, São José do Belmonte, Bodocó, Terra Nova, Trindade, Parnamirim, Moreilândia, Ipubi e Cabrobó.

A mesa de encerramento do curso de formação, no auditório da Escola Superior do Ministério Púbico (ESMP-PE), foi composta pelo procurador-geral de Justiça, Francisco Dirceu Barros; o defensor Público-Geral de Pernambuco, Manoel Jerônimo de Melo Neto; o diretor da Escola Superior, Sílvio Tavares; a procuradora de Justiça Nelma Quaiotti; e o promotor de Justiça Fabiano Saraiva. Na ocasião, o procurador-geral reforçou a necessidade dos novos promotores interagirem com a sociedade local, atender ao público e não só ser o braço direito do Judiciário. “Afinal, somos os defensores do regime democrático e também guardião da cidadania”, destacou.

O curso ajudou bastante, principalmente na convivência com os promotores de Justiça do interior, na qual tivemos uma noção boa de como é o dia a dia do promotor. Também vão ajudar bastante as orientações da equipe dos Centros de Apoio Operacional às Promotorias e outros órgãos do MPPE”, comentou o novo promotor de Justiça de Moreilândia, Daniel Cézar de Lima Viera. (Do MPPE)

Morre Dr. Zé Miranda, ex-prefeito de Moreilândia

Morreu na manhã desta quinta-feira (03) na capital pernambucana, Recife, o ex-prefeito do município de Moreilândia, no Sertão do Araripe, José Miranda Filho, conhecido como Dr. Zé Miranda.

As primeiras informações é que, o ex-prefeito foi acometido a uma cirurgia complicada no Hospital Português e não resistiu, vindo a óbito.

Dr. Zé Miranda governou o município de Moreilândia por duas vezes consecutivas, de 2001 á 2004, quando foi eleito pela primeira vez pelo extinto Partido da Frente Liberal (PFL), e em seguida renovou o seu mandato até 2008, desta feita foi eleito pelo Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB).

Vereadora luta para reabrir Banco do Brasil que foi arrombado em Moreilândia

Eleita como diretora da Associação dos Vereadores do Araripe (AVA), a vereadora Selma Oliveira, de Moreilândia, no Sertão do Araripe, defende e está na luta para reabrir a Agência do Banco do Brasil de sua cidade. A agência bancária foi arrombada e totalmente destruída em 08 de junho de 2017.

Segundo a parlamentar, recentemente houve uma Audiência Pública, na qual foi solicitado pelo superintendente do Banco do Brasil a criação ou funcionalidade de um Conselho Municipal de Segurança Pública. Selma Oliveira defende que a AVA realize seminários ou fóruns com a temática em todos os municípios da Região do Araripe.

Bandidos levam mais de R$ 100 mil de cofre de banco durante explosão em Moreilândia

Um grupo de criminosos explodiu e assaltou uma agência do Banco do Brasil, nesta quinta-feira (8), em Moreilândia, no Sertão de Pernambuco. O valor em dinheiro levado pelos bandidos pode ultrapassar R$ 100 mil. Durante a ação, os assaltantes dispararam tiros contra a Delegacia de Polícia Civil e contra o Batalhão da Polícia Militar. Uma equipe do Instituto de Criminalística (IC) esteve no local e realizou a perícia. Não há informações sobre feridos.

Segundo informações da Polícia Civil, cerca de 15 a 20 homens chegaram ao município em quatro carros, com armas de grosso calibre. Parte do bando se posicionou em frente a Delegacia de Polícia Civil e efetuaram vários disparos. Outra parte do grupo seguiu para o Batalhão de Polícia Militar, onde mais tiros foram efetuados, como forma de intimidar os policiais.

Em seguida os assaltantes seguiram para a agência do Banco do Brasil e usaram dinamites para explodir o cofre principal do banco. O impacto foi tão forte, que a agência ficou destruída. A ação começou por volta das 1h45 e durou até as 2h10. No momento, gerentes do banco estão fazendo uma avaliação para saber o valor levado pelos bandidos, já que uma parte do dinheiro ficou sob os escombros provocado pela explosão.

Uma equipe do Corpo de Bombeiros de Ouricuri, também no Sertão pernambucano, foi acionada para apagar o fogo provocado pelos explosivos. Foi preciso fazer o rescaldo do local e o trabalho dos militares durou cerca de 1h. Ainda de acordo com o Corpo de Bombeiros, uma grande quantidade de dinamite não detonada foi encontrada na agência.

“Fui ao local junto com a perícia, para avaliar os danos causados pela quadrilha. O que podemos afirmar até o momento é que o objetivo era atingir o cofre principal. Por falta de habilidade dos bandidos, a agência ficou destruída. Eles usaram explosivos de forma excessiva. O valor levado pode ultrapassar R$ 100 mil, mas o prejuízo foi muito maior. Acredito que a investigação será feita através de uma força tarefa”, disse o delegado Moarir Drummond.

A informação repassada pela Polícia Militar é de que após a ação, parte do grupo seguiu para Serrita, onde entraram em uma festa realizada na localidade. Os demais seguiram para a cidade de Jardim, no Ceará. Policiais de Pernambuco e do Ceará estão em diligência a procura dos bandidos. (Do G1 Petrolina)

Gari é morto a tiros em quintal de casa em Moreilândia

O gari Alexandro Tavares de Alencar, de 26 anos foi assassinado a tiros nessa quarta-feira (31) no quintal da casa de uma tia na Zona Rural de Moreilândia, no Sertão do Araripe em Pernambuco.

De acordo com a Polícia Civil (PC), ele estava na calçada quando quatro pessoas chegaram em um carro. A vítima tentou fugir correndo para casa da tia, próximo ao local, mas foi executado com vários tiros pelo grupo. Eles fugiram em seguida.

Segundo a polícia, ninguém foi identificado e a polícia investiga o crime. A vítima trabalhava como gari na cidade de Moreilândia.