TSE abre ação para investigar suspeita contra campanha de Bolsonaro

O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Jorge Mussi abriu nessa sexta-feira (19) ação para investigar suspeitas de uso de sistemas de envio de mensagens em massa na plataforma WhatsApp custeados por empresas de apoiadores do candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL). O pedido foi feito pela campanha do candidato Fernando Haddad (PT).

Mussi rejeitou, no entanto, pedido de diligências como quebra de sigilo bancário, telefônico e de prisão dos supostos envolvidos, por entender que as justificativas estão baseadas em notícias de jornal e não podem ser decididas liminarmente.

Ontem (18), o jornal Folha de S. Paulo publicou reportagem segundo a qual empresas de marketing digital custeadas por empresários estariam disseminando conteúdo em milhares de grupos do aplicativo.

“Observo que toda a argumentação desenvolvida pela autora está lastreada em matérias jornalísticas, cujos elementos não ostentam aptidão para, em princípio, nesta fase processual de cognição sumária, demonstrar a plausibilidade da tese em que se fundam os pedidos e o perigo de se dar o eventual provimento em momento próprio, no exame aprofundado que a regular instrução assegurará”, decidiu o ministro.

Entre as diligências negadas estão a realização de busca e apreensão de documentos na sede da rede varejista Havan e na casa do dono da empresa e apoiador de Bolsonaro, Luciano Hang, além de determinação da prisão dele, caso fosse rejeitado acesso à documentação. O PT também queria que fosse determinado ao WhatsApp que apresentasse, em 24 horas, um plano contra o disparo de mensagens ofensivas em massa contra Haddad.

Apesar de negar as diligências, Jorge Mussi concedeu prazo para que a campanha de Bolsonaro possa apresentar defesa prévia. Com a decisão, os fatos serão investigados no decorrer normal do processo eleitoral no TSE. (Da Agência Brasil)

Vox Populi: Haddad cresce e chega a 46% dos votos válidos; Bolsonaro tem 54%

Pesquisa Vox Populi divulgada nesta sexta-feira (19) mostra um crescimento da candidatura de Fernando Haddad (PT) na reta final do segundo turno das eleições presidenciais. O petista aparece com 46% dos votos válidos, enquanto o oponente, Jair Bolsonaro (PSL) tem 54%, na pesquisa espontânea. Na pesquisa estimulada, quando são mostrados os nomes dos candidatos, o petista tem 47% dos votos válidos, contra 53% do militar.

No total, contando votos brancos, nulos e indecisos, Haddad tem 37% contra 43% do capitão da reserva. Segundo a pesquisa, 12% declararam que votarão em branco ou nulo e 8% ainda estão indecisos.

Por região

Na pesquisa espontânea por regiões, Haddad marca 55% da preferência do eleitorado nordestino, contra 27% de Bolsonaro. O capitão da reserva fica à frente nas demais regiões. No Sudeste, marca 49%, contra 28% do petista, no Sul, 53% a 33%, e no Centro Oeste/Norte, 45% a 34%.

Mudança de voto

Segundo o Vox Populi, entre os eleitores que definiram seu voto, 8% ainda podem mudar de ideia e outros 3% dizem que não há nada decidido e “podem mudar de ideia até amanhã” – 89% dizem que não pretendem mudar de ideia.

Rejeição

Em relação à rejeição, os dois candidatos estão empatados tecnicamente. De acordo com a pesquisa, Haddad é rejeito por 41% dos eleitores ouvidos, enquanto Bolsonaro tem índice de rejeição de 38%.

A pesquisa ouviu 2 mil eleitores entre os dias 16 e 17 de outubro em 120 municípios de todos os estados e o Distrito Federal. A margem de erro é de 2,2 pontos porcentuais para mais ou para menos e o nível de confiança é de 95%. A sondagem foi registrada no TSE com o número BR-08732/2018.

Pesquisa Datafolha mostra Bolsonaro com 59% e Haddad com 41% dos votos válidos no 2º turno

A nove dias do segundo turno da eleição presidencial, o candidato do PSL, Jair Bolsonaro, mantém vantagem confortável sobre seu adversário, Fernando Haddad (PT), de acordo com pesquisa concluída pelo Datafolha nesta quinta (18).

Segundo o instituto, o capitão reformado tem 59% das intenções de votos válidos, sem contar eleitores dispostos a votar em branco ou nulo, ou que estão indecisos. O ex-prefeito petista está com 41%.

No levantamento anterior do Datafolha, realizado na semana passada, três dias após o primeiro turno da eleição, Bolsonaro apareceu com 58% das intenções de voto e Haddad, com 42%.

O Datafolha entrevistou 9.137 eleitores em 341 municípios na quarta (17) e nesta quinta. A pesquisa foi contratada pela Folha e pela TV Globo.

As oscilações observadas nas preferências dos dois candidatos estão dentro da margem de erro do estudo, que é de dois pontos percentuais, para mais ou para ​menos.

A vantagem de Bolsonaro sobre Haddad continua maior entre os homens (58% a 32%) do que entre as mulheres (43% a 39%). A resistência do eleitorado feminino ao capitão é grande desde o início da campanha presidencial.

O candidato do PT só aparece à frente do adversário no Nordeste, o mais fiel reduto petista. Haddad tem 53% das intenções de voto na região e Bolsonaro aparece ali com 31%.

Em todas as outras regiões, o candidato do PSL vence o rival petista com ampla vantagem. No Sudeste, ele alcança 55% e Haddad tem 29%. Na região Sul, Bolsonaro está com 61% e o petista, 27%.

Os eleitores do capitão são mais convictos do que os seguidores de Haddad. Segundo o Datafolha, 95% dos apoiadores de Bolsonaro dizem que estão completamente decididos. Entre os que votam em Haddad, 89% dizem o mesmo.

Entre os eleitores que se dizem dispostos a votar em branco ou anular o voto, 25% afirmam que ainda podem mudar de ideia e optar por um candidato até o dia da votação, que será realizada no dia 28.

A rejeição a Haddad superou a de Bolsonaro. De acordo com a pesquisa, 54% dos eleitores dizem que não votariam no petista de jeito nenhum e 41% rejeitam o capitão.

A poucos dias do segundo turno da eleição presidencial de 2014, quando Dilma Rousseff (PT) foi reeleita com pequena vantagem sobre Aécio Neves (PSDB), a candidata petista era rejeitada por 37% do eleitorado e seu rival tucano, por 41%, como Bolsonaro agora.

A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral com o número BR-07528/2018.

Antonio Fernando se reúne com o governador Paulo Câmara e cobra ações para o sertão do Araripe

O deputado estadual Antonio Fernando (PSC), eleito no ultimo dia 07 de Outubro, esteve reunido no Recife com o Governador reeleito Paulo Câmara (PSB), nessa quarta-feira (17), no Palácio Campo das Princesas para tratar de assuntos de interesse da região do Araripe.

Esse foi o primeiro encontro do novo deputado com o governador do estado após a campanha eleitoral, Participaram também da reunião o prefeito Cleomatson Vasconcelos de Santa Filomena, o deputado estadual Nilton Mota e o advogado Agripino Júnior. O encontro foi uma conversa para reafirmar o compromisso de António Fernando e o governador e para traçar ações para a região do Araripe com foco nas suas principais bandeiras de luta durante o mandato do novo parlamentar a partir de 2019.

Já na sexta feira 19 de Outubro, Antonio Fernando participa de um café da manhã também  com o governador do estado, onde estarão reunidos todos os deputados pernambucanos federais e estaduais eleitos e reeleitos.

Antonio Fernando falou sobre o encontro com o chefe do executivo estadual “estou muito contente em ter sido escolhido e eleito pelo povo sertanejo, ainda não assumir o mandato mas já fui recebido pelo governador para apresentar as necessidades da nossa região, irei representar esse povo que me confiou o voto, e com apoio do governador senadores e demais representantes políticos faremos um mandato voltado para o povo mais carente do nosso estado e sobretudo da região do Araripe” disse o deputado. (Da Ascom)

Socorro Pimentel denuncia dívida do Governo do Estado com a Casa do Estudante de Pernambuco

 

Durante a Reunião Plenária dessa terça-feira (16), a deputada estadual Socorro Pimentel (PTB) ocupou a Tribuna para falar da dificuldade financeira que a Casa do Estudante de Pernambuco vem enfrentando. De acordo com a parlamentar, a entidade que oferece assistência a universitários que vêm do Interior para estudar no Recife e não têm condições de se manter na Capital, não recebe recursos da Secretaria Estadual de Educação há cinco meses.

Do dia 4 de junho deste ano até o momento, a dívida do Governo com a instituição já chega a R$ 567.952,00. A Casa do Estudante já está deixando de pagar os fornecedores e tem dificuldade para arcar com a compra de alimentos, pagamento de água, energia elétrica e de impostos”, pontuou.

A deputada, que atuou como membro do conselho da instituição, pediu que a Secretaria Educação do Estado regularize os repasses. O atraso desses repasses submetem os estudantes a condições que não são dignas de quem busca uma nova realidade. É inadmissível que nossos jovens sejam expostos a tamanho descaso. Esses repasses precisam ser regularizados com a máxima urgência. O futuro de Pernambuco depende disso. (Da Ascom)

Congresso derruba veto e garante reajuste de 52% para agentes comunitários de saúde

Senadores e deputados derrubaram, nesta quarta-feira (17), o veto do presidente Michel Temer que barrou o reajuste do piso salarial nacional dos agentes comunitários de saúde e de combate às endemias.

Com isso, a proposta passa a valer assim que for promulgada pelo Congresso e vai garantir reajuste de 52% para a categoria, escalonado em três anos.

Atualmente, o piso salarial dos agentes comunitários é de R$1.014. Com a derrubada do veto, a previsão é que chegue a R$ 1.250, em 2019; R$1.400, em 2020; e R$ 1.550 em 2021.

A proposta de reajuste estava inserida no projeto de lei que regulamentou vários pontos da carreira de agente comunitário de saúde, como a jornada de 40 horas semanais, a necessidade de cursos de aperfeiçoamento custeados pelos três entes da federação a cada dois anos e a presença dos agentes nos programas de Saúde da Família.

Temer tinha vetado o trecho sobre o reajuste argumentando que a medida trazia despesas para os poderes executivos, nos três níveis, federal, estadual e municipal, mas não apontou o tamanho do impacto financeiro para as contas públicas.

De acordo com senadores e deputados que defenderam a proposta, atualmente, existem 400 mil pessoas trabalhando como agentes comunitários de saúde e combate à endemias no país. (Da EBC)

Palco Giratório leva espetáculo e oficina para Bodocó nesta 5ª

O grupo Circo Amarillo, de São Paulo, chega esta semana a Bodocó, onde apresenta gratuitamente a comédia “Clake”, na quinta-feira (18/10), às 20h, na Praça da Igreja Matriz. Também realiza a oficina “A arte do palhaço”, na sexta-feira (19/10), às 19h, no Sesc Ler. As atividades integram a programação nacional do projeto Palco Giratório do Sesc.

A alegria tomará conta da Praça da Matriz com a apresentação do espetáculo “Clake”. Com classificação livre, a comédia evidencia o trabalho da dupla Marcelo Lujan e Pablo Nordio como palhaços excêntricos musicais. Sequências de piadas clássicas são combinadas com a linguagem contemporânea da dupla e resultam num espetáculo de palhaçaria física e musical. Uma interessante experiência de sonoridades e circo que diverte o público de todas as idades.

Na sexta-feira (19/10), o grupo ministrará  a oficina “A arte do palhaço”. Será uma introdução à arte da palhaçaria abordando os fatos históricos e os movimentos artísticos que conduzem a vida do palhaço, com introdução à dramaturgia circenses e metalinguagem contemporânea. Voltada para pessoas a partir de 10 anos de idade, a oficina tem carga horária de 4 horas, e também é gratuita.  As vagas são limitadas, e as inscrições podem ser feitas no Ponto de Atendimento do Sesc Ler Bodocó, localizado a Rua Luzia Couto Lóssio de Alencar, s/n, no bairro São Francisco.

Desde 1997, o Circo Amarillo vem desenvolvendo uma pesquisa diferenciada com base na figura do palhaço excêntrico musical. Formado na Argentina e sediado no Brasil, o grupo atua em espetáculos em lona, teatro e rua, de forma diversificada, e construiu um repertório de quatro espetáculos: Café Conserto, Experimento Circo, Risos e Clake. (Por Roberto Gonçalves)

Bolsonaro tem 60,9% e Haddad, 39,1%, aponta pesquisa CRUSOÉ

Segundo pesquisa Crusoé/Paraná, divulgada nesta quarta-feira, Jair Bolsonaro (PSL) tem 60,9% dos votos válidos, contra 39,1% de Fernando Haddad (PT). A margem de erro é de 2 pontos percentuais para cima ou para baixo.

Ainda de acordo com o levantamento, 9,4% dos eleitores dizem não votar em nenhum dos dois, enquanto 3,8% afirmam estar indecisos.

A pesquisa foi realizada pelo Instituto Paraná Pesquisas entre 14 e 17 de outubro com 2.080 entrevistas em 162 municípios. O nível de confiança é de 95%. O registro no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) é BR-04446/2018.

Representante de Araripina participa em Bruxelas de evento sobre cidades promovido pela União Europeia

Mais de 250 representantes de governos locais e regionais de todo o mundo se reuniram em Bruxelas, na Bélgica, nos dias 10 e 11 deste mês, para o segundo evento anual “Cidade-a-Cidade”, do Programa de Cooperação Urbana Internacional (IUC) da União Europeia. A cidade de Araripina (PE), no Sertão do Araripe, foi representada por Rubeni Cunha, gerente de Licenciamento e Fiscalização Ambiental da Agência Municipal de Meio Ambiente (AMMA) da prefeitura.

O objetivo do evento foi fomentar o desenvolvimento urbano sustentável em escala global.

Além de Araripina, outras cidades brasileiras que enviaram representações foram Vitória (ES), Benedito Novo (SC), São Leopoldo (RS), Belo Horizonte (MG) e o Consórcio ABC (SP). Países da América do Sul como a Colômbia, Argentina, Chile e Peru também foram representados, assim como de outros continentes – Caribe, Europa, Ásia, África e Oceania.

Todas as despesas dos participantes foram custeadas pela União Europeia.

Sobre IUC

O IUC tem como objetivo apoiar cidades em diferentes regiões do mundo para conectar e compartilhar soluções para problemas comuns em relação ao desenvolvimento urbano sustentável e da luta contra as mudanças climáticas. A iniciativa comunitária está baseada em três áreas principais: cooperação entre cidades, que proporcionará uma plataforma para o intercâmbio de conhecimentos e melhores práticas em desenvolvimento urbano; estabelecimento de uma aliança global de prefeitos para o clima e a energia; e, para a América Latina, um programa de intercâmbio entre regiões para estimular o desenvolvimento econômico por meio inovação, competitividade e especialização inteligente. (Da Secretaria de Comunicação da PMA)

Em reunião com Odacy, Paulo elogia desempenho do petista em Petrolina

O deputado estadual Odacy Amorim (PT) e a deputada estadual eleita Ducicleide Amorim (PT) reuniram-se, nesta terça-feira (16), com o governador Paulo Câmara (PSB) no Palácio do Campo das Princesas. O secretário estadual da Casa Civil, André Campos (PSB), também participou do encontro.

De acordo com o parlamentar, o governador elogiou o desempenho eleitoral do petista em Petrolina, cidade onde Odacy terminou como o majoritário, não só da Frente Popular, mas entre todos os que concorreram à Câmara Federal, alcançando mais de 30 mil votos.

“Foi uma conversa muito boa sobre o futuro de Pernambuco e da região; onde o governador avaliou de forma muito positiva o meu desempenho eleitoral em Petrolina, e o de Ducicleide também. Eu tive apenas oito mil votos a menos que Armando Monteiro lá”, destacou Odacy Amorim.