Maior adversário de Bolsonaro é ele próprio, diz professor

Por José Nêumanne

“Jair Bolsonaro é a figura certa que emergiu no momento exato de um ciclo político em franco processo de esgotamento. Canalizou a vontade da maioria do eleitorado, que enxergou nele o justiceiro e o guerreiro mais violento para enfrentar o lulopetismo”, diz o professor Gaudêncio Torquato, da USP e da Cásper Líbero.

Protagonista da semana na série ‘Nêumanne Entrevista’, ele observa que o presidente “ganhou votos por ser o guerreiro mais violento contra o petismo; por representar a direita ideológica e o conservadorismo nos costumes; pela tibieza de Ciro Gomes e pelo estilo morno de Geraldo Alckmin; pela saturação da velha política e pela disposição do eleitor de arranjar protagonistas com perfil diferente dos figurantes tradicionais”.

E analisa: “O eleitor esgotara sua paciência ao correr de tantos escândalos de corrupção. Bolsonaro, para eles, apresentava-se como ícone de um novo tempo. De repente, aquela imagem do defensor da ditadura, do capitão que tinha como exemplo o coronel Brilhante Ustra, dá lugar ao guerreiro da batalha pela moral e pelos bons costumes”.

Só que, em sua opinião, “às vezes Bolsonaro passa a ideia de que não aguenta mais ser presidente. Se estiver pensando como Jânio, esperando que as multidões o aplaudam nas ruas para glorificar seu reinado, comete grande engano. Bolsonaro tem um sério adversário pela frente: o próprio Bolsonaro”.

Clique aqui e confira a entrevista completa com o professor Gaudêncio Torquato. (Estadão)

IF Sertão-PE abre inscrições de concurso público para cargos de nível técnico e superior; há vagas para Ouricuri

O Instituto Federal do Sertão Pernambucano ( IF sertão-PE) abriu nesta quinta-feira (23) as inscrições para o concurso público para cargos de Técnicos Administrativos em Educação (TAE). Estão disponíveis 17 vagas, destinadas a profissionais de níveis técnico e superior.

As inscrições podem ser realizadas até o dia 20 de junho pela internet. A taxa de inscrição é de R$80 para os cargos de nível técnico e de R$ 120 para os cargos de nível superior. A isenção pode ser solicitada até o dia 30 de maio, através do preenchimento de um formulário eletrônico.

Entre os cargos de nível técnico oferecidos estão: Técnico em Edificações, Técnico em Física, Técnico em Audiovisual, Técnico em Tecnologia da Informação e Tradutor e Intérprete de Linguagem de Sinais. Já os de nível superior são: Contador, Engenheiro Agrônomo, Nutricionista, Psicólogo, Pedagogo e Zootecnista.

A remuneração para os cargos de nível técnico é de R$ 2.446,96. Já para nível superior, a remuneração é de R$ 4.180,66. O regime de trabalho é de 40 horas semanais para todas as funções.

A prova objetiva está prevista para o dia 25 com aplicação nos municípios de Petrolina e Juazeiro, na Bahia. Os aprovados poderão ser lotados nos campi localizados nas cidades de Petrolina, Salgueiro, Ouricuri, Floresta, Santa Maria da Boa Vista e Serra Talhada. (Do G1 Petrolina)

MP orienta prefeito de Carnaíba a exonerar esposa do cargo de secretária de Educação

O prefeito de Carnaíba, Anchieta Patriota, foi orientado pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE) a exonerar a esposa, Maria Peçanha Esteves Patriota, do cargo comissionado de secretária de Educação. A demissão deve ser assinada em até 30 dias. Recomendação foi feita após o órgão ser notificado por vereadores do município.

Na advertência, o MPPE também pede que sejam exonerados todos os ocupantes de cargos comissionados, funções de confiança ou funções gratificadas que tenham relação de parentesco consanguíneo, em linha reta ou colateral, ou por afinidade até 3ᵒ grau, com o prefeito, vice-prefeito, secretários, procurador-geral, chefe de gabinete e qualquer outro servidor comissionado.

Nesses 30 dias, o prefeito também deverá rescindir os contratos realizados por tempo determinado com pessoas que possuam os mesmos vínculos familiares com os agentes públicos da prefeitura. Caso contrário, medidas legais cabíveis podem ser adotadas pela promotoria de Justiça.

Pressionado, Bolsonaro recua e ‘devolve’ R$ 1,58 bi dos recursos para educação

O governo federal anunciou nesta quarta-feira (22) que vai usar recursos de reserva orçamentária para desbloquear parte da verba do Ministério da Educação (MEC).

Após revisão orçamentária, tarefa obrigatória do governo a cada dois meses, o Executivo resolveu destinar R$ 1,587 bilhão para o MEC. Trata-se de uma redução de 27,1% no tamanho do corte anunciado em março para os recursos do MEC.

No total, a reserva orçamentária, que somava R$ 5,372 bilhões, ficou reduzida a R$ 2,166 bilhões.

Em março, o contingenciamento determinado pelo Executivo somava R$ 29,582 milhões, representando 23% das despesas não obrigatórias para o ano de 2019. Na área social, R$ 7,5 bilhões haviam sido cortados.

Segundo o jornal Folha de S. Paulo, a ideia de usar recursos de reserva para reduzir o tamanho dos cortes teria partido do ministro da Economia, Paulo Guedes, após a série de protestos em defesa da educação, que levou mais de um milhão de pessoas às ruas de pelo menos 200 cidades do país.

Desaprovação do Governo Bolsonaro supera aprovação pela primeira vez, mostra pesquisa Atlas Político

A desaprovação do governo Jair Bolsonaro superou, pela primeira vez, a aprovação, conforme pesquisa divulgada nesta terça, 21, pela consultoria Atlas Político. São 36,2% os que consideram o governo “ruim” ou “péssimo”, contra 28,6% acreditam que o governo é “ótimo” ou “bom” e 31,3% que consideram o governo “regular”, 3,9% não souberam ou não opinaram.

Em fevereiro, 38,7% dos entrevistados aprovavam o governo e a desaprovação estava em 22,5%.

A pesquisa foi feita com 2 mil pessoas entre os dias 19 e 21 de maio. A margem de erro é de dois pontos porcentuais.

Bolsonaro visitará Petrolina nesta sexta-feira (24)

O presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), deve cumprir agenda em Petrolina nesta sexta-feira (24). Ele deve assinar a ordem de serviços de construção de dois viadutos e duplicação da BR-428.

Bolsonaro deve assinar ainda autorização para construção de novas casas do programa ‘Minha Casa, Minha Vida’ na principal cidade do Sertão.

O presidente deve chegar a Petrolina depois de participar de uma reunião na Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), no Recife, onde deve discutir o futuro e ações do órgão.

Bolsonaro vem a Petrolina através de uma articulação do senador Fernando Bezerra Coelho (MDB), que é hoje líder do governo no senado e um dos principais nomes do presidente em sua coordenação política. (Por Carlos Britto)

Tribunal de Justiça e Ministério Público abrem seleções para estágio com 181 vagas

O Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) e o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) abriram inscrições para seleção de estágio para estudantes de nível superior. Juntas, as duas instituições oferecem 181 vagas, sendo 140 do TJPE e 41 do MPPE, incluindo oportunidades para chamada imediata e cadastro de reserva.

Para a seleção do Tribunal de Justiça, as inscrições têm início no 23 de maio e seguem até 6 de junho. O cadastramento deve ser feito pela internet e custa R$ 33. As provas estão previstas para 7 de julho e a divulgação do resultado final ocorre em 6 de agosto.

Os testes ocorrem no Recife, em AraripinaPetrolina Serra Talhada, no Sertão; além de Garanhuns e Caruaru, no Agreste, independentemente do local em que o estágio será realizado.

Os candidatos podem se inscrever para fazer estágio em 15 áreas de atuação, em 15 polos do estado. Há vagas para alunos de administração, arquitetura, biblioteconomia, ciência da computação, ciências contábeis educação física, direito, secretariado, engenharia civil, engenharia elétrica, jornalismo, museologia, pedagogia, serviço social, administração, psicologia.

Estão previstas oportunidades para portadores de deficiência e cotas para afrodescendentes. O estágio tem duração de um ano, podendo ser prorrogado por igual período. As atividades são desenvolvidas com uma carga horária de 20 horas semanais, de acordo com o horário de expediente das unidades do TJPE.

Os estagiários do tribunal recebem bolsa de R$ 723 reais, auxílio-transporte e seguro contra acidentes pessoais. Após um período de 12 meses de contrato, o estagiário tem direito a um recesso de 30 dias.

Programa pretende ampliar serviços e horários de postos de saúde

O Ministério da Saúde pretende ampliar os serviços e os horários de atendimento das unidades de saúde da família (USFs). Por meio do programa Saúde na Hora, anunciado ontem (16), a ideia é disponibilizar mais recursos para prefeituras que, em contrapartida, devem cumprir requisitos como abrir as unidades de saúde no horário de almoço, à noite e nos finais de semana, bem como manter prontuários eletrônicos atualizados.

Esse programa inicia a reorganização da atenção primária [à saúde]. Ele tem um olhar que facilita para que o gestor municipal possa reorganizar o horário de funcionamento e o número de equipes e os critérios mínimos de atendimento de suas unidades, priorizando a gestante, a vacinação, e dando, às USFs utilização, uma vez que são prédios públicos que ficavam abertos somente das 7 às 11h e das 13 às 17h”, explicou o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, hoje (16) ao anunciar o programa.

Dessa forma, o governo pretende auxiliar os gestores municipais a reorganizarem o formato dessas unidades que, atualmente, é de 40 horas semanais. “Acrescentamos os [formatos] de 60 e 75 horas semanais. Isso descomprimirá a porta de urgência das unidades de pronto atendimento e dos prontos-socorros”, acrescentou.

As unidades terão, também, de ampliar a oferta de serviços à população. Entre os serviços a serem prestados estão o de acolhimento com classificação de risco; consultas médicas e de enfermagem nos três turnos; consultas de pré-natal; oferta de vacinação; coleta de exames laboratoriais; rastreamento de recém-nascidos, gestação e de doenças sexualmente transmissíveis; e pequenos procedimentos injetáveis, curativos, além de pequenas cirurgias e suturas.

De acordo com levantamento apresentado pelo ministro, 336 USFs já funcionam em horário ampliado; e 2.289, localizadas em 400 municípios, já estão aptas a participar do programa. A essas cidades basta enviar proposta ao Ministério da Saúde por meio do sistema E-Gestor. A proposta deverá informar quais unidades pretendem adaptar ao novo modelo.

Segundo o Ministério da Saúde, há, no país, 42 mil postos de saúde. A maioria funciona no regime de 40 horas semanais.

Mais recursos

O incremento nos repasses dependerá da quantidade de equipes e do modelo de ampliação de cada unidade.

As USFs que ampliarem de 40 para 60 horas, sem atendimento odontológico, receberão um incentivo de adesão de R$ 22,8 mil. Caso tenham atendimento de saúde bucal, o incentivo sobe para R$ 31,7 mil. Já as unidades que atendem pelo período de 75 horas semanais e fazem atendimento de saúde bucal receberão um incentivo de adesão de R$ 60 mil. Quanto ao financiamento das USFs, os repasses terão aumentos que variam de 106,7% a 122%.

A previsão é de que, em 2019, o programa represente um aumento de R$ 150 milhões no orçamento das unidades, para atender cerca de 1 mil unidades – número que, segundo o ministro, pode ser ampliado para 1,3 mil em 2020; 1,7 mil em 2021; e 2 mil em 2022.

A portaria que institui o programa foi assinada durante a cerimônia de ontem e deve ser publicada no Diário Oficial da União de amanhã (17). (Da EBC)

Bolsonaro chama manifestantes contra cortes na educação de ‘idiotas úteis e massa de manobra’

O presidente Jair Bolsonaro chamou de “idiotas úteis” e “massa de manobra” manifestantes que organizaram nesta quarta-feira, 15, uma série de protestos contra os cortes do governo na educação básica e no ensino superior. O presidente classificou os protestos como algo “natural” e disse que “a maioria ali (na manifestação) é militante”.

“Se você perguntar a fórmula da água, não sabe, não sabe nada. São uns idiotas úteis que estão sendo usados como massa de manobra de uma minoria espertalhona que compõe o núcleo das universidades federais”, disse Bolsonaro ao chegar em Dallas, nos Estados Unidos. Ele foi recebido por apoiadores ao chegar no hotel onde se hospedou ontem na cidade americana.

O presidente disse ainda que não gostaria que houvesse cortes na educação e disse que não teve saída. “Na verdade não existe corte, o que houve é um problema que a gente pegou o Brasil destruído economicamente, com baixa nas arrecadações, afetando a previsão de quem fez o orçamento e se não tiver esse contingenciamento eu simplesmente entro contra a lei de responsabilidade fiscal”, afirmou o presidente. “Mas eu gostaria que nada fosse contingenciado, em especial na educação”, disse Bolsonaro.

Ao menos 75 universidades e institutos federais do País convocaram protestos em resposta ao bloqueio de 30% dos orçamentos determinado pelo Ministério da Educação (MEC).

O presidente falou que a educação no Brasil “está deixando muito a desejar”. “A garotada, com 15 anos de idade, na oitava série, 70% não sabe uma regra de três simples. Qual o futuro dessas pessoas?”, disse o presidente, culpando o governo do PT por não ter dado “qualificação” a parte dos desempregados do País. (Estadão Conteudo)

Por unanimidade, STJ decide pela liberdade de Temer e Coronel Lima

A Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu, nesta terça-feira (14), por unanimidade, pela liberdade do ex-presidente Michel Temer e do coronel reformado da Polícia Militar João Baptista Lima Filho, amigo de Temer conhecido como Coronel Lima.

Para conceder o HC, os ministros Antônio Saldanha, Laurita Vaz, Rogério Schietti e Nefi Cordeiro aplicaram seis medidas cautelares, como a proibição de manter contato com outros investigados, de mudar de endereço ou ausentar-se do País, além de entregar o passaporte e ter os bens bloqueados.

O colegiado que julgou o pedido de liberdade ainda conta com o ministro Sebastião Reis Júnior, que se declarou impedido de participar da audiência.

Acusações

O ex-presidente Michel Temer é acusado de chefiar uma quadrilha criminosa que teria recebido vantagens indevidas por meio de contratos envolvendo estatais e órgãos públicos nos últimos quarenta anos. O grupo é suspeito de desviar cerca de R$ 1,8 bilhão.

Na última segunda-feira (13), o emedebista foi transferido da superintendência da Polícia Federal em São Paulo para o Comando de Policiamento de Choque da Polícia Militar, no centro da capital paulista. Temer passou a noite em uma sala especial com banheiro privativo, frigobar, cama e mesa de reunião. Na sede da PF, ele chegou a dormir em um local sem sanitário.

O ex-presidente voltou a ser preso na última quinta-feira, depois que teve um habeas corpus revogado pelo Tribunal Regional Federal da Segunda Região. (Do G1)