Com projeto do governo validade da carteira de motorista pode passar para 10 anos

 

Imagem da internet

O governo federal vai apresentar um projeto de lei para ampliar a validade da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) de cinco para 10 anos.

A proposta também deve alterar a pontuação máxima que cada condutor pode acumular ao longo de um ano por causa das infrações. Atualmente, o máximo é 19 pontos. A partir de 20 pontos na carteira, um processo de suspensão do direito de dirigir já pode ser instalado pelo órgão de trânsito.  

Segundo o porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros, os detalhes do projeto foram apresentados hoje (9) pelo ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas. Ele deve finalizar ainda netsa semana um projeto que será apresentado ao presidente da República para ser enviado ao Legislativo. A proposta de ampliar a pontuação máxima e o prazo de validade da CNH é uma promessa de campanha de Jair Bolsonaro. Quando era deputado, ainda em 2011, Bolsonaro chegou a apresentar um projeto de lei com esse objetivo, mas a proposiçao não avançou no Congresso Nacional.   

De acordo com o governo, o aumento na pontuação não vai flexibilizar a punição de motoristas infratores. “O ministro também destacou que o aumento do número de pontos não significa leniência, ao contrário. As infrações graves serão mais duramente punidas pelo sistema”, afirmou Rêgo Barros, sem dar detalhes como seria o aumento da punição. (Agência Brasil)

NUPEA abre ciclo de palestras nesta quarta (10) no campus Ouricuri

O Núcleo de Pesquisa e Extensão em Abelhas (NUPEA) do campus Ouricuri do IF Sertão-PE inicia, nesta quarta-feira (10), às 18h, um ciclo de palestras gratuitas e abertas à comunidade que serão ministradas quinzenalmente até o dia 31 de julho por professores coordenadores (as duas primeiras palestras) e por alunos membros do Núcleo. A palestra que abre o ciclo está intitulada “Varroa uma Realidade no Brasil” e será ministrada na sala 1 do campus pelo professor PhD, João Paulo de Holanda Neto. 

Estudantes, servidores e membros da comunidade externa interessados em participar da palestra podem comparecer ao evento sem necessidade de realizar inscrição prévia.  (Ascom)

Vacinação contra a gripe começa amanhã em todo o país

Foto: reprodução

Começa nesta quarta-feira (10), em todo o país, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe. Nesta primeira fase, serão priorizadas crianças com idade entre 1 e 6 anos, grávidas em qualquer período gestacional e puérperas (mulheres até 45 dias após o parto). A escolha, de acordo com o Ministério da Saúde, foi feita por causa da maior vulnerabilidade do grupo.

A partir de 22 de abril, todo o público-alvo da campanha poderá receber a dose, incluindo trabalhadores da saúde, povos indígenas, idosos, professores de escolas públicas e privadas, pessoas com comorbidades e outras condições clínicas especiais, jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, funcionários do sistema prisional e pessoas privadas de liberdade.

A escolha dos grupos segue recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS). A definição, segundo a pasta, também é respaldada por estudos epidemiológicos e pela observação do comportamento das infecções respiratórias, que têm como principal agente os vírus da gripe. A meta é vacinar pelo menos 90% dos grupos elegíveis para vacinação.

A vacina

Em nota, o Ministério da Saúde destacou que, em relação ao ano passado, houve alteração de duas cepas na vacina. Em função da mudança na composição, a pasta considera “imprescindível” que os grupos selecionados, ainda que já tenham sido imunizados anteriormente, recebam a nova dose este ano.

“O Ministério da Saúde não indica a utilização da vacina contra influenza com cepas 2018, pois não tem a mesma composição da vacina de 2019, o que faz com que não seja eficaz para proteção.”

Sintomas e prevenção

A orientação da pasta é que indivíduos que apresentem sintomas de gripe evitem sair de casa durante o período de transmissão da doença (até sete dias após o início dos sintomas), restrinjam o ambiente de trabalho para evitar disseminação, evitem aglomerações e ambientes fechados, procurando manter os ambientes ventilados, e adotem hábitos saudáveis, como alimentação balanceada e ingestão de líquidos.

Para prevenir a doença, o ministério recomenda medidas gerais de proteção, como a constante lavagem das mãos, principalmente antes de consumir algum alimento, e a adoção da etiqueta respiratória, que consiste em espirrar na parte de dentro dos cotovelos e cobrir a boca ao tossir, visando à redução do risco de infecção pelo vírus.

Outra dica importante é não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas. É importante ficar alerta a sinais e sintomas de gravidade para, nesses casos, buscar imediatamente avaliação em uma unidade de saúde. (Agência Brasil)

IF Sertão-PE abre inscrições para curso de mestrado em Tecnologia Ambiental e Sustentabilidade nos Territórios Semiáridos

O Instituto Federal do Sertão Pernambucano divulgou, na última terça-feira (2), edital referente ao processo seletivo para o curso de pós-graduação Lato Sensu em Tecnologia Ambiental e Sustentabilidade nos Territórios Semiáridos. Ao todo, são ofertadas 20 vagas a portadores de diplomas de licenciaturas e bacharelados nas áreas de Geografia, Biologia, Agronomia, Ciências Ambientais, Engenharia Ambiental, Tecnologia em Alimentos e Química, além de profissionais de áreas afins que atuem/atuarão em instituições públicas e/ou privadas.

O curso possui as áreas temáticas de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (AT 1) e Educação Ambiental e Formação Socioambiental (AT 2), tendo, cada uma, suas respectivas linhas de pesquisas.  

As inscrições deverão ser realizadas, presencialmente, na recepção do campus Petrolina do IF Sertão-PE, entre os dias 8 de abril e 8 de maio, nos dias úteis, das 8h às 12h e das 14h às 17h, com a entrega dos documentos exigidos no edital. A taxa de inscrição é de R$ 100,00, mas os candidatos podem solicitar isenção de pagamento da taxa de inscrição, mediante comprovação da impossibilidade de arcar com o pagamento, nos termos do Decreto nº 6.593/2008 e deste edital, observado o período apropriado.

A seleção dos candidatos será realizada em quatro etapas: Análise da documentação (deferimento das inscrições); Prova escrita (questões objetivas e subjetivas), no dia 18 de junho, às 19h; Avaliação do Pré-projeto; e Análise de Curriculum Lattes e Histórico de Graduação. De acordo com o cronograma, o resultado parcial deve ser publicado no dia 25 de junho e o início das aulas está previsto para o dia 29 de agosto. (Da Ascom)

Para mais informações, acesse o edital aqui.   

Bolsonaro demite Vélez e diz que Abraham Weintraub será o novo ministro da Educação

Foto: reprodução

O presidente Jair Bolsonaro anunciou em uma rede social nesta segunda-feira (8) a demissão do ministro da EducaçãoRicardo Vélez Rodríguez. Bolsonaro informou também que o novo ministro será Abraham Weintraub (veja o perfil no final desta reportagem).

Bolsonaro e Vélez tiveram uma reunião no Palácio do Planalto nesta segunda, pouco antes do anúncio da demissão do agora ex-ministro.

“Comunico a todos a indicação do Professor Abraham Weintraub ao cargo de Ministro da Educação. Abraham é doutor, professor universitário e possui ampla experiência em gestão e o conhecimento necessário para a pasta. Aproveito para agradecer ao prof. Velez pelos serviços prestados”, afirmou o presidente.

Colombiano naturalizado brasileiro, Vélez Rodríguez tomou posse no cargo em 1º de janeiro e enfrentava uma “guerra interna” no MECprovocada por desentendimentos entre militares e seguidores do escritor Olavo de Carvalho.

Na sexta-feira (5), em um café da manhã com jornalistas, o presidente Jair Bolsonaro disse que o ministro poderia deixar o cargo nesta segunda-feira (8). “Segunda-feira vai ser o dia do ‘fico ou não fico'”, disse o presidente na ocasião.

Pouco depois da declaração do presidente, Velez, que participava de um evento em Campos do Jordão (SP) declarou que não entregaria o cargo.

No café, Bolsonaro também afirmou que não existe rivalidade entre a ala ideológica do governo – influenciada pelo escritor Olavo de Carvalho – e a corrente militar, composta por generais que integram altos cargos no Executivo federal.

Nos dois meses e meio à frente do Ministério da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez colecionou uma série de polêmicas, entre as quais:

Além disso, desde o início da sua gestão, em janeiro, houve pelo menos 14 trocas em cargos importantes no Ministério da Educação.

A demissão de Vélez Rodríguez é a segunda baixa no ministério do governo Jair Bolsonaro.

Há cerca de um mês, o advogado Gustavo Bebianno deixou a Secretaria-Geral após se envolver em uma crise com o vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), filho do presidente Bolsonaro.

Novo ministro

Weintraub, o novo ministro, já trabalhava no governo Bolsonaro. Ele era secretário-executivo da Casa Civil, segundo cargo mais importante dentro da pasta.

Weintraub atuou na equipe do governo de transição. Junto com o irmão, Arthur Weintraub, foi responsável pela área de previdência no período. Os dois foram indicados a Bolsonaro pelo ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni.

O ministro da Casa Civil conheceu os irmãos Weintraub em um seminário internacional sobre Previdência realizado, em 2017, no Congresso Nacional.

Abraham Weintraub é formado em Ciências Econômicas pela Universidade de São Paulo (1994) e atuou no mercado financeiro por mais de 20 anos. Entre os cargos que exerceu, foi sócio na Quest Investimentos, atuou como diretor do Banco Votorantim e no comitê de trading da BM&F Bovespa (atual B3). (Do G1)

Bolsonarista fundador do Direita Pernambuco é preso pela Polícia Civil por aplicar golpes por meio de empresas fantasmas

Imagem da internet

A Polícia Civil de Pernambuco prendeu Leandro Quirino, que se apresenta nas Redes Sociais como fundador do primeiro grupo militante de direita do Brasil e líder do grupo Bolsonarista Direita Pernambuco, pela prática reiterada de estelionato contra empresas de aplicativos de transporte.

A atividade ocorria por meio de empresas fantasmas criadas para registrar corridas fictícias que eram simuladas com a cumplicidade de motoristas que cediam seus registros para o golpe, recebendo dos aplicativos 40% do valor das corridas jamais realizadas.

O estelionatário que também se autoproclama filósofo e aluno de Olavo de Carvalho, guru do presidente Bolsonaro e dos filhos deste, recebia 10% de comissão pelo golpe.

De acordo com a Polícia Civil, o esquema já foi detectado em outros Estados e aponta para a existência de um líder nacional da organização criminosa cuja identidade está em apuração.

O estelionatário exibe várias fotos em companhia do presidente Jair Bolsonaro, inclusive na casa deste, demonstrando grande proximidade e intimidade com Bolsonaro. O golpista também exibe fotos portando uma pistola e no Congresso Nacional, ao lado dos filhos de Bolsonaro e do ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni. (Via Farol de Notícias)

Em Araripina, homem é detido após ameaçar matar alunos de escola

Por Roberto Gonçalves


Uma moradora da zona rural do município de Araripina, no Sertão de Pernambuco, denuncia na últims quarta-feira no programa Rota 903 da  Radio Arari FM,  que um homem com suspeita de distúrbios mentais estaria ameaçando a alunos da escola da rede municipal de ensino, João Felix de Abreu.

De acordo com a mulher, que é mãe de um aluno, o denunciado teria falado em alto e bom som que iria matar todo mundo.

O Paulo foi levado para o hospital e quando retornou gritou para todo mundo ouvir que pretendia matar todo mundo da escola. E outra coisa, ele não estava bêbado”, disse.

A diretora da escola denunciou o homem que foi preso na quarta-feira (03). Na delegacia o acusado, identificado como Paulo, negou as ameaças

“Eu só entrei naquela escola no dia da eleição, prá votar. Até agora tô querendo entender porque fizeram essa denúncia contra minha pessoa. Eu gosto mesmo é de desenhar”, explicou ao repórter Fredson Paiva.

O caso aconteceu na segunda-feira (01), e desde então, muitos alunos não estão indo estudar.

Jovem é preso após ameaçar de morte nas redes sociais alunos de escola estadual de Salgueiro, PE

Foto: reprodução

Um jovem de 20 anos foi preso na quarta-feira (04), no bairro Nossa Senhora em Salgueiro, no Sertão de Pernambuco. De acordo com o 8º Batalhão da Polícia Militar (8º BPM), Rafael Pereira de Oliveira compartilhou nas redes sociais uma foto ameaçando matar alunos da Escola Estadual Maurina Rodrigues, localizada no bairro Cohab.

Segundo a polícia, o jovem postou “Q tal eu atirar em tudo … Tou planejando matar …todos os alunos da Maurina”. A postagem acabou se espalhando nas redes sociais e assustou pais e alunos da escola na manhã de quarta-feira (03).

Rafael foi localizado e encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de Salgueiro, onde foi instaurado um inquérito policial. Na manhã desta quinta-feira (04) o jovem foi liberado e vai responder um processo criminal. Ele deve continuar sendo monitorado pela polícia. (Do G1)

Bolsonaro anuncia 13º do Bolsa Família na semana que vem

Foto: reprodução

O presidente Jair Bolsonaro confirmou hoje (4) que o governo pagará o 13º benefício do Bolsa Família no final deste ano. A medida está entre as metas dos primeiros 100 dias de governo e será oficialmente anunciada na próxima semana, em um evento no Palácio do Planalto.

“O 13º do Bolsa Família será anunciado na semana que vem, para atingir diretamente os mais necessitados. O recurso virá do combate a fraude [no programa]”, afirmou Bolsonaro, durante transmissão ao vivo em sua página no Facebook.

Na live, o presidente estava acompanhado dos ministros Sergio Moro (Justiça e Segurança Pública) e Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional). A transmissão semanal, que começou às 19h, durou pouco mais de 27 minutos.

custo total com o pagamento extra do benefício de combate à miséria será de R$ 2,5 bilhões, como já havia estimado o ministro da Cidadania, Osmar Terra. O Bolsa Família é pago a mais de 13 milhões de famílias pobres do país.

100 dias

Segundo Bolsonaro, o governo cumprirá praticamente todas as metas que estavam previstas para os primeiros 100 dias de governo.

“Semana que vem estaremos aqui entrando no centésimo dia [de governo]. Cada ministro tem sua meta a ser atingida. Pelo que vi até agora, 95% da meta vai ser atingida, o 5% restante [será] parcialmente atingida. Estamos lutando para ver se a gente cumpre 100% da meta”, disse. (Agência Brasil)

TSE diz que 2,6 milhões de títulos de eleitores estão irregulares

Os eleitores que não votaram nem justificaram a ausência às urnas nas últimas três eleições têm até o próximo dia 6 de maio para regularizar a situação. Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em todo o país, mais de 2,6 milhões de pessoas estão em situação irregular.

De acordo com o Tribunal, quem não acertar contas com a Justiça Eleitoral pode ter o título cancelado. O TSE informa que são incluídas eleições regulares e suplementares e que cada turno é considerado uma eleição.

O título de eleitor, conforme o TSE, é necessário para obter passaporte ou carteira de identidade e para receber vencimentos, remuneração, salário ou proventos de função ou emprego público, autárquico ou paraestatal, bem como de fundações governamentais, empresas, institutos e sociedades de qualquer natureza, mantidas ou subvencionadas pelo governo ou que exerçam serviço público delegado, correspondentes ao segundo mês subsequente ao da eleição.

O documento é exigindo para participar de concorrência pública ou administrativa da União, dos estados, dos territórios, do Distrito Federal, dos municípios ou das respectivas autarquias, para obter empréstimos nas autarquias, nas sociedades de economia mista, nas caixas econômicas federais e estaduais, nos institutos e caixas de previdência social, bem como em qualquer estabelecimento de crédito mantido pelo governo e com essas entidades celebrar contratos.

Concurso

Para inscrição em concurso ou prova para cargo ou função pública, e neles ser investido ou empossado, renovação de matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo e prática de ato para o qual se exija quitação do serviço militar ou imposto de renda igualmente é cobrado o título de eleitor. Sem título, o eleitor não consegue certidão de quitação eleitoral nem documentos em repartições diplomáticas. (Agência Brasil)